Teorias...


Tenho algumas teorias recorrentes na vida, que me têm dado muito jeito quando preciso de me orientar.
A última é a do Sabonete.
Passo a explicar: O homem é como o sabonete. Quanto mais apertas mais escorrega.
Comprovada em vários casos.

E já está...


Caríssimos, o visitante nº 1,000 já foi encontrado.
E ainda por cima uma das pessoas mais queridas que encontrei na blogosfera, autor de um dos post que aqui figura e tudo.
O presente está a ser pensado especialmente para si, Leão da Lezíria.

Presente*



Porque é Natal e mesmo que não queira e não concorde com ele, não posso deixar de me contagiar um pouco, anuncio em 1ª mão que o visitante nº 1,000 vai levar um presente para casa.
O dito visitante, deverá enviar um comprovativo do seu número de visita para o mail que se encontra no dito blog ali do lado direito.











*Nenhuma parte deste mail deve ser encarada como totalmente verdadeira...

Fascina-me...


Fascina-me a capacidade que o ser humano tem de ser entregar a quem gosta e no momento a seguir rejeitar essa pessoa só com o medo de ser rejeitado primeiro por ela...

Se...


Se a minha vida fosse definida num sinal gráfico de pontuação, escolheria as reticências sem hesitar...

Um dia...



Um dia deixo de acreditar na pureza dos gestos, na beleza das palavras e na ingenuidade dos actos...

Juro que um dia o faço...

Um dia...

Só tenho direito a coisas destas???


Hoje mandaram-me um mail que passo a reproduzir:
"Já se sabe qual o piropo vencedor de 2006 que destornou o magnifico piropo de 2005:
" És como um helicóptero. Gira e boa."
O prémio de piropo do ano 2006 vai então para:
"OLÁ MINHA ESTRELA! QUERES COMETA?"
Agradecimentos à comunidade trolheira de Portugal."
Será isto alguma forma estranha de me tentarem seduzir???
É que se é aviso já que não está a resultar...

Blogs, Pessoas... Peças, Puzzles...




Porque aquilo que somos e os blogs que mantemos são um intricado de coisas difíceis de definir, mostramos apenas peças dos enormes puzzles que vamos construíndo sobre nós próprios.

Porque...


Deve ser porque sou um genérico do Prozac e não a marca original...
Só tenho vantagens sem contra-indicações...

Porquê???



Se sou melhor que Prozac, para todos aqueles que me conhecem, porque é que não crio dependência???

Só por hoje...




Apetecia-me que esquecesses a vida.
Quebrasses a regras.
Resolvesses ligar a dizer que sentes a minha falta.
O quanto gostas de mim.

Só por hoje...

A minha 2ª vez...


... Num bar GLBT.
Saí na Sexta-feira à noite. Fomos comemorar um acontecimento especial lá de casa que também envolvia casa. Fomos a uma bar do Porto que tem uma decoração linda. Era a noite dos fetiches. Resolvemos não entrar. Havia demasiadas correntes e chicotes para que fosse minimamente apetecível.
Gosto de brincar com fetiches e acho piada a essas coisas, mas estava a ser levado demasiado a sério para que uma pessoa dita e aparentemente normal como eu resolvesse alinhar nessas coisas.
Era 1h da manhã, resolvemos rumar ao dito bar/discoteca GLBT. Para os mais incautos, bar/discoteca de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgéneres.
O nome? Não interessa.
A minha sexualidade? Straitght. Sou heterossexual assumidíssima e sem sombra de dúvidas.
Porque fui? Gosto de ambientes diferentes e conhecia alguém que lá trabalhava, o que significava noite segura e bebidas à borla.
Se gostei? Imenso. Já tinha ido uma vez a um bar do género em Londres, no Soho. É um ambiente diferente em que as pessoas têm uma mentalidade também diferente.
Balanço? Positivo mais uma vez.
A melhor parte? Poder dançar da forma que gosto e me apetece (e que reconheço que não é discreta) sem que nenhum gajo se atire a mim por causa disso.
A pior parte? Poder dançar da forma que gosto e me apetece (e que reconheço que não é discreta) sem que nenhum gajo se atire a mim por causa disso.

Toda a verdade...


... É sempre a história mais bem contada... A opinião mais convincente...
Tenho dito...

Dedicado a todos os Anónimos deste Blog...


Acordou com o coração aos pulos, sobressaltada, a pensar que algo de grave tinha acontecido para estarem assim a tocar à campainha aquela hora.
Olhou o relógio e viu um conjunto de algarismos que marcavam 3h37m. Devia ser algo grave de facto. Mas o estranho era ser a campainha de casa e não o telemóvel.
Levantou-se estremunhada, desgrenhada e com o pior dos aspectos que poderia ter, depois de ser acordada por uma campainha insistente que tocava, a uma hora, no mínimo imprópria.
Correu para a porta e espreitou. Ficou sem perceber o que quereria dizer. Não devia ser nada grave para ele não ter ligado para o telemóvel, mas não podia ser nada normal para ele estar ali aquela hora.
Abriu a porta e imediatamente foi encostada à parede, coberta de beijos e sentiu as suas mãos frias a percorrerem o seu corpo quente, acabado de sair da cama. Estava tão encostada à parede e a ele que quase não podia respirar. Tinha as costas geladas, do frio do ar e do frio da parede. Empurrou-o para longe de si, mas só se sentiu mais apertada nos seus braços, mal o conseguia beijar, tal era a força dele encostado a si.
Teve de o morder para se conseguir soltar. Começou a disparatar com ele, pelas horas, por a ter acordado, pelo frio, pela porta aberta e por tudo o que foi capaz de se lembrar. No fundo, estava apenas chateada por ele não ter dito nada o dia todo e ter aparecido aquela hora. Ela ali, só de pijama a disparatar com ele, só lhe aumentou o desejo.
Agarrou nela com força outra vez e encostou-a contra a parede. Beijou-a da mesma forma que a tinha beijado mal a viu à entrada da porta e lentamente ela foi cedendo. Passou-lhe as mãos pelas costas, pelo cabelo despenteado, e foi descendo. Sentiu-a húmida e lentamente arrastou-a até ao quarto. Até aquela cama que tanto gostava.
Aquela cama da qual sentia falta, todas as noites em que dormia noutra cama qualquer…

Eu? Quem é Eu?


Desistir de ser Eu...
Passar a ser Ela, a Toda-Poderosa, só para poder ter o prazer de dizer: "Eu? Quem é Eu?"

Que mais posso pedir???



Quando me dizem coisas como esta:
"O jantar poderia ser uns lombinhos de porco com vinho branco e ervas aromáticas acompanhado de um puré com parmesão e canela, rematado com um brownie com créme fraiche e groselhas. A acompanhar o prato principal vai uma garrafa de Duas Quintas tinto."
Ou como esta:
"Para dormir... Hum... Deixa cá ver... Como já te disse falta uma parte da mobília lá em casa... Por isso ia ser complicado, mas nem pensava duas vezes, ficas na minha cama e eu vou para o sofá".
E outras que tais e que me puseram a flutuar, eu penso:
"Que mais posso eu pedir???"

Porque assim me fazem feliz...


Frase dedicada a mim, por este fantástico ser humano, O Mascarilha...
Frutos maduros pairam em camadas de névoa.
Raízes que penetram áridas planícies buscam humidades tropicais.

Porque cedo nunca chega.
Porque tarde nunca é.

Tonight




She never took the train alone she hated being on her own
She always took me by the hand and say she needs me
She never wanted love to fail she always hoped that it was real
She'd look me in the eyes and say believe me
But then night becomes the day and there's nothing left to say
If there's nothing left to say then something's wrong
Oh tonight you killed me with your smile so beautiful and wild so beautiful
Oh tonight you killed me with your smile so beautiful and wild so beautiful and wild
And as the hands would turn with time she'd always say hat she was my mine
She'd turn and lend a smile to say that she's gone
But in a whisper she'd arrive and dance into my life
Like a music melody like a lovers song
Oh tonight you killed me with your smile so beautiful and wild so beautiful and wild
Oh tonight you killed me with your smile so beautiful and wild so beautiful and wild
Through the darkest night comes the brightest light
And the light that shines is deep inside
It's who you are
Oh tonight you killed me with your smile so beautiful and wild so beautiful
Oh tonight you killed me with your smile so beautiful and wild so beautiful, beautiful
Oh tonight you killed me with your smile so beautiful and wild so beautiful and wild
So beautiful and wild
So beautiful and wild
Reamon

A pedido...


"O desejo é uma pergunta para a qual ninguém tem resposta..."



Escrito numa parede de um edifício do Porto.

Dedicado a N.


E porque hoje é dia 15...

...Resolvi instituir o dia como o das Blogthings.
A partir de agora e sempre que me lembrar, o dia 15 vai ser específico para saber o que os ditos testes de personalidade dizem sobre mim.
O de hoje é da sorte. Até nem está má...
Your Luck Quotient: 70%
You have a high luck quotient.More often than not, you've felt very lucky in your life.You may be randomly lucky, but it's probably more than that.Optimistic and open minded, you take advantage of all the luck that comes your way.

Impressão Digital...




... É a marca que tento deixar em tudo o que faço e naqueles por quem passo.
Foi a marca que deixei gravada na tua pele, colada às tuas costas, entranhada em ti.
Será a marca que recordarás quando olhares para trás.

Sono...


Desculpem, mas demasiado sono que sinto neste momento, impede-me de escrever.
Amanhã, talvez esteja mais acordada.
Talvez...

Curso de Formação para Homens


Objectivo pedagógico
Curso que permite aos homens desenvolver aquela parte do cérebro cuja existência eles ignoram. Após terminado cada capítulo as suas mulheres irão adorá-los ainda mais.
Capítulo 1: Curso obrigatório.
1. "A minha mulher não é a minha mãe". (350 horas).
2. Entender que o futebol não é outra coisa além de um desporto, e que ficar fora do mundial não é a morte. (500 horas).



Capítulo 2: Vida a dois.
1. Ter filhos sem tornar-se severo. (50 horas).
2. Deixar de dizer idiotices quando a mulher recebe as suas amigas (500 horas).
3. Superar a síndrome de pose do controle remoto. (550 horas).
4. Não mijar fora da sanita. (100 Horas). Exercícios práticos em vídeo.
5. Entender que os sapatos não vão sozinhos para o armário. (800 horas).
6. Como chegar até ao cesto da roupa suja sem se perder. (500 horas)
7. Como sobreviver a um resfriado sem agonizar. (100 horas).
Capítulo 3: Tempo livre.
1. Passar a ferro uma camisa em menos de duas horas. (Exercícios práticos).
2. Digerir cerveja, gasosa ou qualquer outra bebida sem arrotar à mesa. (Exercícios práticos).
Capítulo 4: Curso de cozinha.
Nível 1 (principiantes): Os electrodomésticos: ON=Ligado, OFF=Desligado.
Nível 2 (avançado): A minha primeira sopa instantânea sem queimar a caçarola.
Exercícios práticos: Ferver a água antes de juntar a massa.
Curso intensivo
Por motivos de dificuldade no entendimento dos temas os cursos terão no máximo 8 inscritos.

Tema 1: A tábua de passar a ferro: Desde a secagem até ao guarda-fatos, esse misterioso processo.
Tema 2: Electricidade: vantagens económicas de contactar um técnico competente para as reparações, mesmo para as mais básicas.
Tema 3: Ultima descoberta científica: Cozinhar e arrumar a cozinha não provoca impotência (práticas em laboratório).
Tema 4: Cortesia: Porque não é um delito oferecer flores mesmo que esteja já casado com ela.
Tema 5: A origem das coisas: "O papel higiénico nasce ao lado da sanita?". Exposição sobre o tema reposição espontânea.
Tema 6: Pontaria fisiológica: como levantar a tampa da sanita passo a passo. (Teleconferência com a universidade de Harvard).
Tema 7: Noções ecológicas: Não é necessário agitar as cortinas depois de haver emitido gases intestinais.
Tema 8: Informação básica: Os homens que se perdem podem pedir informação sem parecerem maricas? (Testemunhos reais).
Tema 9: Os detergentes: Doseamento, consumo, utilização. Práticas para evitar danos irreparáveis na casa.
Tema 10: A máquina de lavar roupa: O grande mistério da casa.
Tema 11: Objectos raros: Diferenças entre o cesto da roupa suja e o chão.
Tema 12: Acompanhamento no veiculo: O homem no assento de acompanhante: É possível não falar ou agitar-se convulsivamente enquanto a companheira conduz ou estaciona?
Tema 13: Mistérios da higiene pessoal: Analisar em profundidade as causas anatómicas, fisiológicas e psicológicas que não o permitem secar a casa de banho depois do banho.
Para mais informações, eventuais dúvidas ou possíveis incompreensões, contactar:
100 Sentidos
Gabinete de Apoio ao Estudo, Lda.

O desafio...


"Cada bloguista participante tem de enunciar 5 manias suas, hábitos muito pessoais que o diferenciem do comum dos mortais. E além de dar ao público conhecimento dessas particularidades, tem de escolher 5 outros bloguistas para entrarem, igualmente, no jogo, não se esquecendo de deixar nos respectivos blogues aviso do "recrutamento".
Ademais, cada participante deve reproduzir este "regulamento" no seu blogue".

Eu cá, tenho a mania de:
1ª Não conseguir dizer mais do que 5 palavras num discurso coerente, antes de tomar uma chávena de café, de preferência em casa.
2ª Ler todos os horóscopos que encontro, naquele dias horríveis em que parece que nada pode piorar. Assim, pelo menos, sempre me anima alguma coisa.
3ª Usar ganchos no cabelo da mesmíssima cor que a roupa. Mas tem que ser exactamente no mesmo tom, senão opto sempre pelo preto.
4ª Fazer sempre a cama antes de sair de casa. Sou incapaz de ir para a rua e deixar a cama por fazer. Pura e simplesmente não consigo! Prefiro chegar atrasada do que não fazer a cama.
5ª Tomar banho sempre à noite, antes de ir dormir, nem que à noite seja equivalente às 7 ou 8 da manhã. O que importa é que seja antes de ir dormir.

E agora passo o desafio a:
Houdinni - Pecaminoso Vagabundo
Estéril - Acaso ou Destino
June - Por Tudo e Por Nada
Vítor - Visto de Cima
Comentador de Serviço - O Que Fica Por Dizer

Silêncio...


Se a minha alma fala-se, ninguém seria capaz de a ouvir...

Banheiras...


Se quiserem ter a exacta noção da quantidade de água que gastam a tomar banho, experimentem ficar com a banheira entupida à medida que o dito banho decorre.

Inscrevam-se Por Favor! Mas apenas se preencherem os requisitos...


"(...)Há um certo tipo de homens que sabem que os melhores orgasmos são clitorianos, que sabem cozinhar um jantar que começa com ostras ao sal, segue com gratinado de cherne e termina com mousse de catanhas com molho de açafrão, tudo acompanhado por um Barca Velha.
Esses homens, sabem que os seios devem ser docemente tocados, mas só depois de acariciar os contornos, os mamilos devem ser evitados até que os dois sintam que é o momento.
Esses homens também sabem intuir quando devem ficar calados ou quando as parceiras querem tudo menos sexo.
(...)Se eu não estivesse fora do mercado, era bem capaz de detalhar um pouco mais... "

Leão da Lezíria

(Versão original aqui)


Mãe...


Gosto de te ver passar nas noites estreladas. Nas noites em que passas de mão dada com a tua mãe e finges que o mundo se resume apenas a isso.
Gosto de ver o amor que vos une e o carinho com que tratas aquela que te deu vida.
Nessas noites fico suspensa das vossas conversas e dos olhares cúmplices que trocam enquanto bebem um novo chá que experimentam religiosamente sempre que saiem.
É nessas noites que penso no quanto gostava de ser eu a mãe dos teus filhos...

Isto de ser ter um blog é uma coisa muito complicada...

Caríssimos leitores, shame on me!!!!
Isto porquê? Porque como já tinha afirmado publicamente várias vezes, sou uma espécie rara de analfabeta funcional. Até sei colocar aqui posts e contadores e relógios e outras coisas que tal, mas quando toca a perceber de facto a engrenagem da coisa, toda a sabedoria vai por água abaixo. Não sou info-excluída, apenas analfabeta funcional.
Ora, passo a explicar. Num belo dia de Agosto, em que resolvi encerrar um capítulo da vida e iniciar outro, vou eu toda lampeira e crio um blog, por sinal, o dito cujo que estarão agora a ler. E vem-me a ideia de lhe dar este nome, porque precisava de perceber o sentido de certas coisas e vou e crio e tudo muito bem.
Num outro dia de Agosto, desato às gargalhadas porque o meu blog é a primeira referência do Google no que diz respeito ao sentido da coisa. Tal como podem verificar aqui, http://osentidodascoisas.blogspot.com/2006/08/no-acho-normal.html. E eis que passado uns dias, quando volto a verificar que assim era, descubro que já existe um blog com nome semelhante, o Sentido da Coisa (aproveitem e espreitem à vontade, com a licença do Sr. João, espero eu!!!).
Pois, este blog costumava ser a primeira referência do Google no que dizia respeito ao sentido da coisa. Isto até que o meu blog apareceu, e aí passou a ser o meu a primeira referência.
Ora, o Sr. João deu conta deste facto e sentiu-se plagiado. Com alguma razão talvez, porque de facto a estrutura do blog dele e do meu é bastante semlhante a vários níveis. Contudo, com outra tanta falta de razão porque o conteúdo dos ditos é bastante diferente, a vários níveis também.
E no meio disto tudo, eu sou analfabeta funcional porquê? Porque nem sequer me lembrei de pesquisar para ver se já havia alguma coisa semelhante. Vou e crio e pronto. Assunto arrumado. Fim de história.
Por isso, venho para além de alertar-vos para tal coisa, pedir desculpas ao Sr. João e ao Sr. Bernamen pela semlhança do nome. A minha minha intenção foi fazer uma coisa minha, independentemente do que já existisse. E apeteceu-me criar um blog com este nome que fazia todo o Sentido na altura. Lamento as semelhanças, mas não fazia a mínima ideia da existência do vosso blog. Como vocês sabem, o Blogger não nos diz estas coisas.
Espero que o equívoco já esteja desfeito e mais uma vez reconheço o meu analfabetismo funcional.
E para provar que a coisa, ou melhor o seu sentido, não foi feito com a intenção de plágio, aqui está este post, que espero que desfaça os equívocos todos.
E já sabem, quando quiserem apareçam e critiquem à vontade que é isso que eu gosto.

Reflexão da noite...


A reflexão da noite hoje é:
Porque é se apaixonam por mim as pessoas certas e eu só me apaixono pelas mais erradas?
Não podia haver uma reciprocidade ou pelo menos um meio termo?
Hoje sinto-me mesmo virada do avesso.

Parvos...


Quem ousa dizer que o amor é uma ciência, é porque não percebe nada de nada de nenhum dos dois.

Ainda antes do ano acabar, estou apostada em:

Ir a Serralves ver a exposição do  Mapplethorpe .  Atravessar o rio de barco. Visitar a Sinagoga do Porto. Preparar uma supresa para a f...