Será que ainda não perdi o jeito...



Porque há vidas que se cruzam e entrecruzam num sentido qualquer. Sem um sentido aparente.

Porque a miséria humana é o que nos une e ao mesmo tempo nos afasta, sem deixar margens ao centro do melhor e do pior que cada um de nós pode ter.

Porque nos julgamos superiores, mais fortes que os fracos. Guardamos mágoas, rancor e más recordações em vez de boas.

Porque a vida é uma manta de retalhos, feitos de coisa nenhuma. Apenas ficamos com aqueles que nos marcam sejam pelos bons ou maus motivos.

Porque o Destino(?) nos cruza, entrecuza, vira e corta caminho. É feito de atalhos, de contas e uma amálgama de matizes.

Porque é assim que gosto das coisas...

Porque há muito tempo que não escrevia assim...

Mensaja-me...


As tuas sms guardo-as quase todas. Palavras-prenda, sílabas-açúcar, frases-flores.

Guardo-as porque há carinho nelas. E cintilações várias da tua luz. São apenas conjuntos de letras, traços pretos, grafemas.

Nos teus dedos se compõem. Como mensagens, bilhetes manuscritos, que me deixasses na caixa do correio ou atirasses por debaixo da porta. Dispensando carteiros e demais intermediários. Sabendo que as iria receber como a um segredo. Ou uma tolice açucarada dessas que se dizem ao ouvido.






A (velha) história do tamanho...



Ora hoje, caros leitores vamos abordar um assunto de "tamanha" relevância para a população em geral e para os homens em particular...

A (velha) história do tamanho... Ora nem mais, nem menos que isso mesmo que estarão essas mentes a pensar. O tamanho do órgão sexual masculino!

Isto porque em conversa com um grande amigo meu, surgiu a pergunta se de facto o tamanho importava ou não para as mulheres.

E como vocês já estão carecas de saber, eu sou uma pessoa que gosta de partilhar a minha imensa sabedoria e ajudar os mais desfavorecidos que se passeiam por essa blogoesfera fora. Como eu já reafirmei vezes sem conta, faço exaustivas pesquisas sobre os temas, apenas porque gosto de trabalhar em prol dos outros e poder desta forma ajudar alguém a sentir-se mais feliz. Sendo verdade que nem sempre consigo ajudar os outros a sentirem-se mais felizes, pelo menos tento diminuir a infelicidade deles.

Assim sendo, vou tentar aqui explicar se a (velha) história do tamanho conta ou não.

Meus caros, em primeiro lugar, saibam que as mulheres não discutem o tamanho entre elas, mas sim aquilo que os homens são capazes de fazer ou não com o tamanho que possuem.

Será impensável ver um grupo de mulheres a dizer que um mede 15cm, o outro 17cm, o do ex-namorado media 20cm em fase de excitação e 10cm em fase normal. Mulher que se preze não entra nesse tipo de discussões. Além disso caso seja forçada a entrar, terá sempre tendência a exagerar no tamanho do pénis do parceiro.

Mulheres com M maisúsculo, discutem antes o que ele fez deitado, de pé, na cadeira, no carro, no elevador. A forma como usou a língua, as mãos e coisas que tais.

Contudo, pode acontecer que a esta mesma (velha) história do tamanho venha à baila e sejamos obrigadas a intervir. Caso a conversa decorra apenas entre mulheres, rapidamente vai evoluir para o que já expliquei anteriormente: o que ele fez, quer experimentar, o que ela lhe quer fazer e etc. e tal...

Já se a discussão envolver também os machos, aí as coisas podem degenerar. A resposta tipo vai ser sempre: "NÃO! Não importa a quantidade, mas a qualidade."

Ora caros amigos e amigas, sabemos bem que isto não é nada assim. Este tipo de resposta pode dever-se a dois factores. Ou a mulher em causa quer experimentar um macho do grupo de discussão e vai dizer isto, para que ele não fique preocupado com o seu futuro desempenho; ou a mulher em causa é uma ressabiada porque está mal servida em casa.

Portanto, daqui retiramos apenas uma única conclusão...

O tamanho importa SIM! Se não importasse Deus(a) não tinha feito homens TÃO dotados.

E quem diz o contrário é porque se sente diminuído ou então não sabe as vantagens de um tamanho acima do normal.

E tenho dito!


A prova da confirmação...



Isto de me acharem parecida com a foto deste post, até pode ter algum fundamento. Mas eu tenho forma de vos provar que sou muito mais gira de uma maneira muito simples.

Se bem me recordo, é de senso comum que todos precisamos de descansar e dormir algumas horas por noite para ficar com um aspecto descansado. Caso contrário, parece que nos desenterraram de alguma morgue...

Como também sabem (mais um conhecimento de senso comum) muitos chamam a isso o seu sono de beleza.

E como vocês sabem (olha outro conhecimento de senso comum!) eu costumo dormir cerca de 10 horas por dia. Regra só quebrada quando o tempo não estica e eu roubo horas ao sono.

Assim sendo, eu sou uma pessoa cheia de beleza. Os meus sonos de beleza são tão prolongados que eu tenho forçosamente de ser MUITO mais bonita que A foto!

Perceberam?

Esclarecimentos...

Só para esclarecer que a foto deste post não é de mim...

Embora possa ter algumas semelhanças, principalmente na parte dos olhos, não sou eu!

Até porque eu própria, sou MUITO mais gira!!!


Devaneios de uma mente (quase) brilhante...




Vou ser "obrigada" a perder um maravilhoso jantar no Estoril, esta noite.

Valores mais altos se levantam...

E é precisamente nestas alturas que percebo que é um desperdício ter uma vida como a minha e não a poder aproveitar...

Frases Soltas #21



Life was like a box of chocolates. You never know what you're gonna get.


Forrest Gump, 1994.

Passos...



Podem chamar-me louca à vontade, mas acabo de me candidatar a passar UM ANO INTEIRO neste belíssimo local!!!

E que bem que me soube este passo...

100 Cores...



Em dias cinzentos, sinto-me muitas vezes preta e branca...

Nunca sem cor. Nunca uma mistura de nenhuma das duas.

Conversas (Para maiores de 18 anos...)



Ela: Devia ser crime não podermos dormir juntos, contigo a fazer-me festas na barriga.

Ele: Propomos uma revisão ao Código Penal?

Ela: Onde é que eu assino?

Ele: Não sei, mas desde que uses a minha "caneta" está tudo bem.

Ora aqui está...






Logo que tiver tempo, prometo que faço um post sobre este blog n' O Cardápio...

É nestas alturas que eu penso...






Russo é pior que Chinês...



Mas será que em todo o vasto território da Rússia ninguém saberá falar Português?

É que na China e no Japão, eu já percebi que me lêem. Mas aquele espaço todo da Rússia sem um único pontinho vermelho, confesso que me entristece um bocadinho...

Ninguém ir lá fazer uma viagenzinha e aceder assim por um acaso ao meu blog, só para eu ver ali um pontinho?

Vá lá... Por favor, por favor, por favor...

A ti...



Eu não quero precisar nunca do teu perdão...

Porque o dia em que precisar dele, vai ser o dia em que vou deixar de o merecer...

Favor explicar (II)...



Quem me lê há algum tempo, já deve saber que eu não sou pessoa de comentar os factos noticiosos da actualidade, mas como vivo neste país não passo imune ao facto de ter de ouvir aquilo que os media relatam.

Assim sendo, é impressão minha ou o Caso Maddie é igual ao Caso Joana, mas sem a atenção dos media, quer portugueses, quer britânicos, quer de outro país qualquer?

Se alguém me quiser esclarecer, faça o favor de explicar...

Favor explicar...



Alguém me explica porque é que o sapo, sendo um sapo não tem pila???

É que naqueles anúncios aquilo não é um sapo, é uma RÃ!!!

Factos Casuais...



Primeiro ele e depois ela, desafiaram-me a falar de Factos Casuais da minha vida. Aqui vão eles, ainda que sejam desprovidos de qualquer interesse.


Dia mais triste da minha vida: O dia em que a minha avó materna morreu.


Dia mais feliz da minha vida: Ainda que seja incapaz de me lembrar, tenho a certeza que foi o dia em que nasci!


Manias: Nunca, jamais, em tempo algum, sair de casa sem brincos. Sem esses simples penduricalhos nas orelhas sinto-me completamente despida.


Filme preferido: Acho que a lista completa seria interminável. Marcaram-me O Paciente Inglês, por ser soberbamente melhor que o livro; o Forrest Gump, por ter uma das minhas frases preferidas de todos os tempos; e mais recentemente o Crash, pela forma soberba de mostrar crua e friamente a vida.


Poeta preferido: Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Pablo Neruda (sem nenhuma tradução, por melhor que possa ser!) e José Régio.


Comida preferida: Italiana em Itália.


Sou muito: impulsiva.


Viagem de sonho: Tibete e Cuba. A realizar urgentemente...


Gosto de: ler, ouvir música (tarefa complicada pelo roubo do mp3), escrever, viajar... Coisas triviais...

Equação (II)...



A vida é uma constante equação matemática.

Quando chegamos ao resultado e este não é o correcto, só nos resta recomeçar o exercício e tentar perceber onde é que erramos.

Aprendizagens:

A distância permite-nos ganhar perspectiva.