Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2007

Discos pedidos...

Imagem
Hoje, estes Senhores estão em Coimbra a dar um concerto na Festa das Latas 2007.
Será que posso pedir ao Pai Natal um presente adiantado e que ele me leve até lá?
Era só para me babar um bocadinho para cima de alguém...
Já ando com saudades de fazer isso...

Sempre gostei da transgressão...

Imagem
Sempre gostei da transgressão.
O prazer de saber que estou eventualmente a pisar o risco, a rondar os limites da ilegalidade. Gosto da adrenalina que sinto quando sei que não devia estar a fazê-lo.
Sempre gostei da transgressão.
Mas hoje em dia a transgressão não tem o sabor de antigamente. As pessoas bebem até cair em coma alcoólico, quer tenham 13 ou 15 anos. Já não há o gosto da transgressão de antigamente, em que sabíamos que ainda não tinhamos 16 anos, mas gostávamos de fazer de conta que sim. Ainda assim bebíamos com prazer e não apenas para apagar a mente.
Hoje em dia as pessoas consomem droga para se enebriarem do prazer que não sabem tirar da vida. Não há o gosto da transgressão pela pura transgressão. Não há sequer o prazer da experiência.
Hoje em dia as pessoas conduzem bêbadas porque são demasiado inconscientes para perceberem o risco que correm e aquele que fazem correr aos outros.
Já não há o medo dos pais saberem que fizemos sexo antes de casar, porque pura e simplesmente se …

Era uma vez...

Imagem
...uma menina que acreditava que podia mudar o Mundo.



Essa menina sou eu...

Ninguém excepto eu!

Imagem
Ninguém neste planeta tem de acordar às 8h30 da madrugada de um Sábado e de um Domingo para ir trabalhar e aturar pessoas chatas que nos telefonam apenas para confirmar as horas, hoje que era dia de ela mudar. Ninguém quer dizer... Ninguém excepto eu!
E ninguém neste planeta sai do trabalho as 14h30 da tarde e precisa de estar na outra ponta da cidade para ter formação exactamente as 14h30 da tarde. Ninguém quer dizer... Ninguém excepto eu!
E ninguém neste planeta dá a volta ao edifício todo para entrar na formação e desata aos berros a chamar o segurança que se vislumbra ao fundo, para ele simplesmente nos mostrar que o portão estava aberto e bastava empurrar do outro lado. Ninguém quer dizer... Ninguém excepto eu!
E ninguém neste planeta tem uma dor de dentes tão má a meio da formação que só lhe apetece bater com a cabeça contra as paredes. Ninguém quer dizer... Ninguém excepto eu! (A propósito, NÃO tomem nimesulida! Diz que detrói o fígado, mas eu prefiro isso à dor de dentes. Mas sob…

Os meus pequenos prazeres... Parte I

Imagem
Gostava de ter um blog importante, como aqueles que têm imagens sofisticadas nos seus cabeçalhos e mensagens inteligentes no seu rodapé.
Gostava de ter um blog que fosse o espelho do que sou, onde se reflectisse a minha inteligência e a minha superioridade intelectual (ainda que considere a hipótese de nenhuma destas poder existir).
Juro que gostava de não ter um ego assim e conseguir ser uma blogger importante, dessas que se marimba para quem a lê. Gostava de ser capaz de não gostar de ter visitas e fechar os meus textos aos vossos comentários.
Gostava de ter um blog onde o número de visitas fosse indiferente porque seria tão segura do que escrevo que não me importaria saber se muitos ou poucos me lêem.
Gostava de ter um desses blogs que têm mil e uns links para textos seus, porque todos sabem o valor que aquelas palavras têm e esta é a única forma de o mostrar.
Gostava de ter um blog onde apenas fosse permitido ver. Daqueles onde o que os outros pensam não interessa e apenas têm a perm…

Diz que...

Imagem
My blog is worth $247,833.06.
How much is your blog worth?


Alguém quer comprar? Eu até faço um descontinho e tudo!!!

Ideia roubada neste blog de serviço público.

Ora este blog virou intelectual e resolveu falar sobre a derrapagem orçamental das obras públicas...

Imagem
Ora depois de eu ter escrito sobre e explicado o conceito BNC (Boa na Cama) o queridíssimo Júri encomendou-me um escrito sobre a derrapagem orçamental das obras públicas.
E como todos sabem, eu sou menina para ter sempre um opinião formada sobre os assuntos, ainda que por vezes possa ser pouco ou nada fundamentada.
E sobre este assunto em particular, meus caros eu tenho algumas considerações a fazer...
É óbvio que a derrapagem orçamental das obras públicas é culpa única e exclusivamente dos engenheiros civis. Essa cambada de mafiosos que tem uma licenciatura em engenharia civil e depois vai de construir umas coisitas para o estado, que como tem de ser com uma derrapagem pelo meio.
É certo e sabido que são os engenheiros civis os responsáveis pela derrapagem orçamental!!!
E isto é devido a um simples motivo. Os gajos querem ir viajar para a América Latina e vai de fazer ali uma derrapagem na obra pública para arrecadar uns trocos e andar por lá uns tempos a ver jogos de futebol e fumar uma…

As voltas...

Imagem
Tenho para mim que há dois tipos de pessoas que se cruzam no nosso caminho. As que tiram o pior de nós e a que recebem o melhor de nós.
Sobre as primeiras não há muito a dizer. São pessoas que normalmente se revelam o oposto de nós, com características, feitios e personalidades que não gostamos e evitamos copiar.
Pessoas que nos magoam, que nos levam a reagir de uma forma que não gostamos, mas que nos encurralam ao ponto de sentirmos que o pior de nós é a única coisa que conseguimos e queremos dar. Pessoas que preferíamos que desaparecessem do nosso caminho.
Por outro lado há aquelas que recebem o melhor que conseguimos dar. Que nos levam a mudar parte daquilo que somos porque o merecem. Que nos retiram das fileiras sombrias que nos magoam a nós próprios e nos levam a mostrar todas as capacidades que temos.
Pessoas que nos dão tanto ou mais do que recebem. Que nos fazem repensar as atitudes e perceber que muitas são correctas e algumas podem ser melhoradas. Pessoas que agradecemos por ter…

Sonhos acumulados...

Imagem
Colocamos os sonhos numa gaveta qualquer, escondidos no fundo do nosso coração ou naquele lugar secreto onde guardamos as memórias em surdina, não as outras que nos podem acorrer de livre vontade. Umas vezes amarfanhados, outras vezes direitinhos e dobrados ao meio, a verdade é que, por cada sonho que a vida ou os outros ou nós mesmos nos roubamos, a gaveta vai enchendo e enchendo cada vez mais. É assim a vida.
Como também acontece, um dia e de repente, a gaveta ou caixa de papelão, rebentar de tão cheia que está, de tão pesada que nos verga os dias e damos por nós num pranto desfeito, se tivermos sorte, ou num silêncio de morte, que cai sobre a nossa existência para não mais se levantar. E o que responder aos outros quando nos interrogam o que se passa. Não há nada para dizer. Nada. Simplesmente esgotámos a reserva que nos tinha sido concebida, por alguma força desconhecida, para enfrentar a realidade.
E ficamos secos, sem chama, sem alento e cumprimos os dias e nada mais. Até que cert…

Coisas simples...

Imagem
A semelhança entre mim e a senhora da foto (a Eva Longoria para quem não sabe!) é que somos ambas pessoas simples... Gostamos do melhor!
A diferença é que ela gosta de Magnum e eu prefiro Côte D'Or...

Há dias assim...

Imagem
O computador nos joelhos. As teclas pretas. Um ecrã de 15 polegadas apenas.
A vontade de escrever aumenta. As palavras teimam em não sair.
Apenas um apontamento para dizer que estou de volta, mas não tenho nada relevante a assinalar.

P.S. Estas coisas são típicas da TPM. Nota-se!!!

A ver os peixinhos...

Imagem
Caríssimos:
Só para vos informar que estou em Lisboa, em serviço no Oceanário.
Portanto, até lá fiquem a ver os peixinhos!


P.S. Ou se preferirem adoptei novamente a velha desculpa da falta de tempo para o blog!!!

Porque esquecer é diferente de não lembrar...

Imagem
Esquecer eu não te esqueço...
Posso não me lembrar de ti tantas vezes quantas as habituais. Posso até fingir que não me lembro das coisas que me disseste e daquilo que por vezes ficou dito pelo não dito. Mas esquecer eu não te esqueço.
Posso ignorar as tentativas de contacto, as vezes em que ignorei a tua presença. Posso até passar por cima daquilo que gostaria de não ter feito. Mas esquecer eu não te esqueço.
Posso tentar não me lembrar do que vivi e dos sentimentos que fizeram parte de mim. Posso até dissimular aquilo que neste momento sinto. Mas esquecer eu não te esqueço.
Porque uma coisa é esquecer e outra muito diferente é não lembrar.

E esquecer eu não te esqueço, apenas tento não me lembrar de ti...

Tareia de alma...

Imagem
Às vezes sinto-me violentada, magoada, banida, dorida... saco de boxe em que todos descarregam por causa dos seus umbigos grandes. Ai a dor da minha alma! Sorrio, aprendo a ser irónica e a dar bofetadas sem saída, ensino que pode bater muito no ceguinho, mas que não é com brutalidade que o levará a ver o caminho.
No trabalho é sempre o mesmo ramerrão de queixas e queixumes que não doem, mas chateiam, corroem, exasperam, mostram o podre em que nos encontramos, mostram as almas medíocres, os espíritos vulgares...

Ai o que eu aprendo com os outros! E nunca mais chega o fim do mês! Ou o fim de semana! Levo tareias descomunais da vida, mas não me posso queixar, porque não há linha de apoio aos desiludidos com sonhos. Bem, resta-me lamber as feridas e... continuar a sonhar!



In Vidinha


Desafio BNC...

Imagem
Ora pois que finalmente ouve uma alma iluminada que teve o discernimento de constatar a maior das evidências:
"Que eu sou BNC!"
E estarão vocês ou alguns de vocês a perguntarem-se que raio é que eu sou. Eu sou BNC. Tradução: Boa Na Cama.
Ora isto era algo evidente, que o querido Júri Faustino veio apenas confirmar. E nem queremos saber ao certo os motivos, porque o Júri é um homem que reconhece as evidências ao longe e como tal podemos desde já afirmar que também ele é BNC. (Que o diga a Jessica!).

As regras são simples:
1)Nomear 5 bloggers (não exclusivamente do sexo oposto) que, pelas razões mais diversas, imaginem ser bons na cama.
2) Expliquem, em traços gerais, o que é, para vocês, a definição de "bom na cama".
3) Deixar um comentário no blog dessa pessoa para que saiba que foi nomeada. O ideal será escreverem: "Acho que és bom/ boa na cama. Desafio-te no meu blog...", mas poderão ser mais comedidos.
4)Não podem ser nomeados:
a)Os autores do desafio: Bad e…

Sentimentos (S)em Som XVII

I've got another confession to make
I'm your fool
Everyone's got their chains to break
Holdin' you



Were you born to resist or be abused?
Is someone getting the best, the best, the best, the
best of you?
Is someone getting the best, the best, the best, the
best of you?



Are you gone and onto someone new?
I need somewhere to hang my head
Without your noose
You gave me something that I didn't have
But had no use
I was too weak to give in
Too strong to lose
My heart is under arrest again
But I break loose
My head is giving me life or death
But I can't choose
I swear I'll never give in
I refuse



Is someone getting the best, the best, the best, the
best of you?
Is someone getting the best, the best, the best, the
best of you?
Has someone taken your faith?
It's real, the pain you feel
You trust, you must
Confess
Is someone getting the best, the best, the best, the
best of you?
Is someone getting the best, the best, the best, the
best of you?
Is someone getting the best, the best, the best, the
be…

Ora aqui vai um recadinho...

Imagem
Caro Leitor ou Cara Leitora (que eu não gosto de discriminar ninguém com base no sexo ou na identidade sexual, como preferirem!) que visita o meu blog regularmente e que entra aqui sempre pela pesquisa no Google de "100 Sentidos":
Não lhe pareceria mais sensato guardar a página nos seus Favoritos? Ou então memorizar o endereço?
É só uma sugestão, mas que lhe aconselho vivamente a experimentar. Não sei, digo eu...

Very private joke...

Imagem
Há coisas fantásticas não há?

E eu sou uma delas...


;)

Dúvidas existenciais acerca de mim mesma...

Imagem
Dizei-me vós caros leitores, para quem o meu anonimato se mantém e cuja vossa identidade eu desconheço:

"Se eu tivesse um nome de pessoa real, qual achais vós que seria?".


P.S. Parece-me que esta brincadeira vai dar direito a prémio... Parece-me...

Ainda há esperança...

Imagem
Felizmente as pessoas ainda são chamadas para entrevistas nos seus possíveis empregos de sonho.

É pena que não tenha sido EU a seleccionada...

A única explicação possível para o fenómeno...

Imagem
O gajo ou gaja que inventou o conceito de monogamia devia ser impotente ou frígida!
É que só pode...

Frase do Dia...

Imagem
As mulheres são como a chuva. Ao fim de pouco tempo chateiam.


Ouvida no autocarro a caminho de casa, hoje à tarde.

Troca-se tempo por dinheiro...

Imagem
Somos velhos comerciantes. Trazemos o valor das coisas enraizado na pele. Lidamos com trocas como velhos irmãos que sempre cresceram juntos e por isso as suas vidas são comuns.
Na nossa genética há pequenos genes que nos tornam mestres na arte de negociar. Regateamos como quem aprendeu desde sempre essa velha forma de tratamento.
Exigimos que nos paguem pela troca que fazemos, da mesma forma que exigiríamos um direito adquirido apenas por viver.
Vivemos neste constante rodopio de negócios, como se de grandes empresas se tratasse.
Temos o poder de controlar o contrato, mediante certas garantias que temos que ter como adquiridas, senão não se celebra o tal acordo.
Somos comerciantes do tempo.
Temos uma inscrição à nascença que diz: "Troca-se tempo por dinheiro".