Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2008

Upsss!!!

Imagem
Parece-me que me esqueci de dizer que fui de férias...
Fui, mas já voltei!

Home...

Imagem
Quando nasci era a bebé do 3º Direito. Era a bebé mais linda, esticadinha e com os olhos mais azuis de todo o prédio que habitava o 3º Direito do número 24 de uma rua da qual já me lembro mal do nome.
Fui muito tempo antes disso, a bebé da cama 14. Mas como a cama não tem andar, só achei digno de registo o 3º Direito. Passar um mês na maternidade não dá estatuto a ninguém!
Depois disso e a partir dos 5 anos fui a neta adorada no número 23 de uma Rua com nome de miséria. Apesar disso guardo boas memórias sempre que vivia nesse número por um fim-de-semana, umas férias de Verão ou algum feriado.
Aos 7 anos passei a ser menina do 1ºA dum prédio que era o Bloco B. Bloco esse que ficava no meio de um praceta com nome de Quinta. Habituei-me a isso durante cerca de 10 anos da vida.
Mas como tudo muda, mudei eu também. Primeiro para o 2º Esquerdo do Bloco 3 duma Rua com nome de Alferes e pouco tempo depois para o 3º Andar de uma residência de Estudantes onde dividi andares, quartos, mágoas e sauda…

O mundo ao contrário...

Imagem
Sentava-se todos os dias na soleira da porta. Era coisa rara este seu sentar, porque em Lisboa além de haver poucas portas com soleira, já ninguém passava tempo sentado nelas.
As pessoas habituaram-se a criar caixas de fósforos onde habitam, sem o menor interesse pelos incêndios que vão deflagrando nas caixas de fósforos ao lado.
Como que para compensar este facto, fazia o seu pequeno fogo sempre que acendia um cigarro, com as suas mãos mirradas pelo árduo suor que lhe saiu do corpo nos anos em que era capaz de o libertar.
Agora, após cerca de 80 anos de tudo isso limitava-se a incediar os seus pulmões, sem prejudicar mais ninguém com o seu fogo. Hoje em dia, já podíamos falar de preocupações ambientais e no facto do seu pequeno fogo poder incendiar também alguma da natureza que o rodeava. Mas em Lisboa a natureza é tão morta como o era a sua alma quando se sentava na soleira da porta.
Via sempre Lisboa a acordar e a adormecer, enquanto traçava com o seu lápis ainda afiado pela faca que g…

A verdade, verdadinha...

Imagem
... É que eu tenho um coração de manteiga!

E já agora...

Imagem
O problema dos meus e-mails é que trazem sempre escrito no assunto: "Para responder amanhã!"

E estas são as únicas três palavras que eu me lembro de ler... Todos os dias...

E como tal...

Começamos por mudar a musiquinha lounge, que já se fazia ouvir à tempo a mais aqui por estas bandas!

Entramos num ritmo mais apropriado às férias que muitos já gozaram, outros estarão a gozar e eu vou gozar brevemente por esse Mundo fora!

E meus caros, Viva(m) la Vida!

Hoje...

Imagem
... Apetece-me bloggar!

Li num blog...

Imagem
Porque as coisas que nascem pré-destinadas nunca se perdem, mesmo que haja uma eternidade a separá-las.

[Daqui]

Sabemos que estamos a ficar velhas quando... (2)

Imagem
... Em programação de férias com as amigas, interessa mais o enorme tamanho da mala do carro, do que o reduzido tamanho do bikini!

O gato foi a lavar...

Imagem

Sabemos que estamos velhas quando...

Imagem
... Trocamos receitas de culinária com a nossa melhor amiga, em vez de roupas e maquilhagem!

Empty...

Imagem