A lei à qual ainda ninguém deu nome!


Mas porque é quando eu estou assoberbada de trabalho é que todos esses bloggers interessantes que eu gosto de ler, se lembram de publicar posts como se não houvesse amanhã?

É do estilo: "Quanto mais trabalho tiveres para fazer, mais posts interessantes haverá para ler."

Há qualquer coisa de fabuloso no rap português...



E depois ainda me dizem que cantar em português não tem a mesma melodia?

Tudo depende de quem e como o faça...

E esta está muito bem feita!

Internem-se se faz favor...*


O facto de ter OPTADO por arruinar este Sábado, com uma formação de trabalho a 200 km de casa, na qual resolvi VOLUNTARIAMENTE inscrever-me e que pretendo frequentar das 9h da manhã às 18h da tarde, faz-me perceber que de facto alguma coisa se passa, e eu estou cada vez menos normal!




* Ou então levem-me de férias, que eu também não me queixo!




Juro que me sinto honrada...


... Mas nem por isso menos curiosa, quando vejo que o meu blog está linkado para um novo blog do qual eu nunca ouvi falar e esse mesmo blog é PRIVADO!.


Meus caros leitores de blogs privados, eu gosto de que tenham o meu link nos vosso blogs, mas já agora um convite para eu poder saber o que vocês escrevem, também era bem-vindo!


Fica o repto...

O exercício cívico da democracia...


Numa conversa banal, sobre coisas bloguísticas alguém me perguntou porque motivo era tão raro (senão dizer quase inexistente) eu escrever sobre a actualidade do Mundo.

Após a breve explicação sumária de que o blog é meu e eu escrevo sobre o que quiser, veio a pergunta se eu não tinha opinião formada sobre essas coisas que as televisões e as rádios vão anunciando como notícias.

Pois a verdade é que na maioria das vezes não!

Passei então a explicar, que o facto de eu não comentar o que por aí se passa, deve-se principalmente a dois motivos.

O primeiro é o facto deste blog nunca ter tido a pretensão de ser intelectual, ou seja, sempre se baseou essencialmente em questões pessoais e desabafos da alma, o que convenhamos, não combina muito bem com intelectualismos e actualidades.

O segundo é haver gente que é paga para emitir opiniões fundamentadas sobre essas matérias. E eu não sou uma delas!



Ou seja, para eu poder pronunciar-me sobre o Caso Freeport, o fecho de Guantanamo, a crise do Subprime, o valor do petróleo, o lançamento do Magalhães, o caso Casa Pia e tantas coisas mais que andam à baila neste momento, eu teria de ter um profundo conhecimento dos casos. Seria obrigada a ler tudo o que fosse publicado, a reflectir e a debater opiniões com pessoas pelo menos tão informadas como eu. Só após isso, me sentiria capaz de expor a minha opinião e rebater todos os comentários que pudessem acumular-se aí na caixa.



Isto porque, na minha opinião, é isso que se deve fazer quando se pretende criticar a democracia. Ou a falta dela.

Debitar caracteres sobre informações falaciosas, opiniões mal formadas, pontos de vista únicos e uniformes, criticar pelo simples prazer de o fazer; NÃO é falar de actualidade. É apenas emitir a nossa opinião baseada em três ou quatro coisas que se ouviram à pressa no rádio a caminho do trabalho ou entre garfadas de um almoço/jantar.



Se de facto o que pretendermos for de facto exercer civicamente a nossa democracia através de um blog, teremos de o fazer de forma fundamentada.

Caso contrário estaremos apenas a exercer o 19º Artigo da Declaração Universal dos Direitos do Homem: o Direito à Liberdade de Expressão e de Informação.



O mais grave...




... Não é terem dado conta de que o template mudou, apenas quando eu vos alertei para tal facto.


Isso eu até entendo! Também uso o Google Reader e só entro directamente nos blogs quando quero comentar alguma coisa.

Até aqui tudo normal...



O grave mesmo é o facto de a juntar à mudança do template ter feito mais uma mudança que não foi tão insignificante assim.

E que ainda ninguém deu conta...



Vou ter que oferecer chocolates a troco de palpites?


Como tornar a gula num pecado maior que a luxúria!


Facílimo!

Arranjem um namorado (como o meu!) que decida inscrever-se num destes cursos!

Não podendo ser no fundamental, o ABCozinha, uma vez que já começou ; tentem algo como o Receitas para Impressionar; Receitas para 2 ou por último o Receitas para Namorar!


Se por outro lado, não tiveram propriamente alguém para quem fazer uma coisas destas, mas andarem em prospecção de mercado, aconselho o Solteiros na Cozinha.

Isto porque, pelo que tenho visto por esse mundo fora, hoje em dia são os gastrossexuais que dominam o Mundo.


E se querem uma boa prospecção de mercado, e isto implica uma idade propícia à dita prospecção de mercado, nada melhor que um destes cursos para vos ensinar que o avental é sempre preto, que os pratos e as mesas se decoram e como podem fazê-lo sem que seja piroso, que quem usa chapéus na cozinha é cozinheiro e não gastrossexual ou aspirante a esse título, que viver sozinho pode ser bom para se treinar à vontade, que ter uma máquina de lavar loiça dá imenso jeito e por fim, que as mulheres se conquistam pelas inúmeras capacidades que um Homem tem para oferecer.

Se saber cozinhar for uma delas, acresce interesse à lista.


Tudo isto, na minha modesta opinião...

Não foi nenhuma resolução de Ano Novo...


... Mas a verdade é que arranjei um segundo trabalho a ser feito em horário pós-laboral, e estou a aventurar-me na pseudo-criação de uma empresa com uma das minhas melhores amigas.

Talvez seja um dos motivos porque não tenho ligado ao blog...

Isso e porque lhe pus um template novinho que só uma pessoa comentou!

Vocês são uma desgraça!

E a epifania acontece...


... Quando estou eu no meu local de trabalho e de repente me levanto para ir fazer uma chamada.

Contextualizemos que o telefone está na secretária da chefe e dá imenso jeito sentarmo-nos na cadeira dela quando estamos a falar! Obviamente que quando ela não está! Porque sentarmo-nos no colo dela não deve dar jeitinho nenhum!

E eis senão que a Miss aqui se senta e enquanto espera que a atendam, olha para o único sítio possível que é o monitor do computador que está escarrapachado mesmo à minha frente!



E a epifania acontece quando vemos uma página minimizada sobre cartas de amor eróticas!



É que se arranjou logo um post para escrever no blog!



E eu juro que dispenso pormenores da vida íntima seja de quem for, mas da minha chefe ainda dispensava mais! É que eu conheço o marido e tudo! E depois crio imagens mentais de coisas que preferia nem saber!



Yeackkkkk!

Eu nem sou destas coisas, mas de vez em quando os apelos comovem-me...

"Vivo um momento de profunda angústia. O meu primo, recentemente licenciado em Engenharia Mecânica, foi convidado para estagiar numa empresa em Berlim, o que obviamente nem hesitou em aceitar. Estará por lá há poucos meses, nessa condição. No passado fim-de-semana regressava a casa com um amigo, depois de uma noite de folga e apesar de este lhe ter oferecido boleia ele preferiu ir pelos seus meios, presumo que a pé. Desde essa altura nunca mais ninguém soube dele. Desapareceu! Nem telefone, nem mails, ausência do trabalho, desconhecimento de todos os amigos, nada!
Já foi envolvida a polícia judiciária e a polícia de lá, assim como os serviços da embaixada. Até agora nada! Acredito que nestas situações, independentemente das iniciativas que os serviços competentes possam tomar, a difusão tão massificada quanto possível será o melhor instrumento ou pelo menos aquele que poderá levar a que mais olhos estejam atentos a qualquer indício. Desconheço qual o tipo de criminalidade de Berlim e se casos destes são assim tão frequentes. Tudo já me passou pela cabeça, como é óbvio, e até o facto de ele ter uma tez mediterrânica que poderá facilmente ser associada a um cidadão turco ou magrebino por exemplo, levanta-me interrogações sobre o nível de incidentes xenófobos que possam ocorrer por lá; também nisso estou desinformado.
Deixo aqui o meu apelo de contacto: se alguém achar que nos poderá ajudar a compreender e a perseguir alguma possibilidade, com o testemunho de incidentes equivalentes, por exemplo, ou que possam ajudar a compreender o contexto daquela cidade relativamente a situações que possam estar na origem deste desaparecimento, ou que tenha alguma informação que possa sugerir a divulgação deste desaparecimento junto de entidades ou sítios na internet, de natureza pública ou privada, que irradiem esta informação sobre a população alemã e particularmente alcancem a população berlinense, muito agradecia que me contactasse para o mail
eufigenio@hotmail.com
Obrigado".


Toda a notícia pode ser lida aqui. E toda a informação sobre o assunto aqui.



P.S. O que me custa é pensar que isto facilmente poderia acontecer a um de nós...


Dificuldades técnicas...


Devido a possíveis reformulações que este blog vai sofrer, a lista de links foi apagada.

Temporariamente... Esperemos!

Porque é que eu não escrevi antes isto, em vez do tradicional "Tenho de perder peso"?

Ilustração de Hugo Tornelo

"Apagar as luzes e beijar gente ao calhas, fazer criação de cogumelos, aprender a assobiar com os dedos, usar Kilt todas as quintas, adoptar um avô, aproveitar a chuva para lavar o cabelo, cantar músicas em finlandês, dar abraços quentes, tomar duche à luz das velas, apaixonar-se perdidamente, fumar cachimbo, contar histórias à lareira, fazer pegadas de tinta, dar gargalhadas porque sim, oferecer fruta em vez de flores, olhar para o céu em vez de para o chão, decorar um poema inspirador, comprar um pássaro só para o libertar, dar os bons dias durante todo o dia, chorar a valer nos filmes piegas, comer de tudo sem culpas, ver o nascer do sol enrolado num cobertor, andar mais a pé por Lisboa, dizer SIM, andar de mota com os cabelos ao vento, trocar livros, dar as mãos, dançar cha-cha-cha, beber vinho no banho, ler BD no autocarro, tirar as calças no metro, fazer loucuras, realizar sonhos."





Vou fechar os olhos e desejar com muita força...


Eu quero voltar para a ilha!!!




P.S. A pedido de muitas famílias aqui a primeira foto de NY.

Tirada do ferry que me conduziu à Estátua da Liberdade.

A maior desilusão americana!

Shiuuuuu...


Os segredos mais bem guardados são aqueles que só contamos a nós mesmos.


Simples e sem gelo...


Posso não ter um Mr. Big, mas tenho um Mr. R. que me levou a New York e me ia buscar religiosamente e todas as manhã um capuccino ao Starbucks!

E melhor que isso era trazer-me um muffin de chocolate a acompanhar!


Eu tenho a mania! E depois?


Estou cá com a mania de que enquanto não transpuser todas as Resoluções de Ano Novo para o papel que a coisa não desanda!

Ah pois! Que foi preciso chegar aos 25 anos para se começar a dar importância a estas coisas dos anos civis!

Oferecerem-me um bloco de post-its também não era má ideia, não senhor!


CV...


Dizer-se que se é campeã em SingStar pode ser um belíssima forma de se começar uma carreira brilhante...

Porque me apetece...


Porque me faz falta que me aqueças a alma, mesmo quando todo o resto do corpo já esteja quente.

Porque sinto falta das festinhas na barriga que me fazem adormecer muito antes de ti.

Porque o simples facto de me quereres fazer feliz, já me faz feliz só por ser o teu objectivo em relação a mim.

Porque a paixão também morre, como morre o amor e todas as coisas que são vivas à face deste Planeta.

Porque posso não acreditar em amores eternos e até saber que comigo é difícil que eles durem mais que muito tempo, mas mesmo assim querer ter-te eternamente ao meu lado.

Porque somos o oposto das mais variadas e diversas coisas, mas a tua paciênca é uma fonte inesgotável de risos e reconhecimentos de culpa da minha parte.

Porque no fundo, ninguém me dá tanto apoio para todas as loucuras, maluqueiras, ideias parvas, projectos, mudanças, viagens, etc... como tu.

Porque simplesmente te amo...

Frases Soltas #32


O heroísmo é uma ocupação mal remunerada, que amiudadas vezes conduz a um fim prematuro, e por isso atrai pessoas fanáticas ou com um doentio fascínio pela morte.


Isabel Allende


Balanços...


Agora que 2008 já acabou e 2009 entrou em grande com -10ºC, digo-vos que o MoMA e a 5ª Avenida são das melhores coisinhas que se pode ver na vida!

Melhor ideia de sempre:

The Sapio Sexual Summit.