Se eu mandasse no Mundo II

Os formulários de correio registado não tinham aqueles 4+3 quadradinhos manhosos para por o código postal. Ou então criavam uns específicos para correio internacional.

Sempre que mando cartas para o estrangeiro (e são muitas vezes acreditem! mais ainda do que aquelas que viajo) fico na dúvida se escrevo por cima daquilo, se risco, se ignoro e escrevo ao lado.
Vê-se logo que os CTT estão demasiado centrados no seu umbigo PT para olharem à volta e perceberem que aquilo não faz sentido nenhum.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Eu:

Porto (de Abrigo)