Tenho inveja

Das pessoas que encerram em si todas as certezas do mundo.

Mas sei que nunca vou ser assim. A minha capacidade de adaptação, qual camaleão ou bicho assustado que luta pela sua sobrevivência, não me permite ser imutável e impermeável a essas mudanças.

Por isso invejo. Porque sei que nunca vou ter. Porque me permito estar do outro lado da estrada e escolher conscientemente não a atravessar.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Dear Past Me:

Cabe-nos a nós fazer melhor!

Re-Inventei-me...*