Breve conclusão do discurso das 15h:

Só vive em Portugal quem é masoquista por necessidade ou por opção.


Comentários

Mensagens populares deste blogue