New Jeans in the House!



Lister Sartoria Sociale, que em português será  designada por qualquer coisa como uma  alfaiataria social é uma espécie de laboratório de criatividade. Funciona nas instalações de um antigo hospital psiquiátrico em Trieste, Itália em estreita colaboração com os serviços de saúde mental.Esta organização designada como uma Cooperativa Social tenta integrar e proporcionar uma experiência de trabalho a doentes mentais numa tentativa de identificar e desenvolver propostas e soluções nas áreas do emprego, expressão artística e relações sociais.
Conheci a Lister Sartoria Sociale nos últimos dias em trabalho e apaixonei-me automaticamente pelo que fazem. E acreditem que eles fazem muita coisa: tricot, costura, reciclagem de móveis e de produtos têxteis entre outros e variados tipos de reciclagem de materiais deteriorados. O que facilmente podíamos designar não por reciclagem mas sim por um novo conceito actual e que tem sido uma tendência, chamado upcycling.
upcycling pode ser designado como o aproveitamento de resíduos ou produtos considerados inúteis em produtos novos, totalmente diferentes e muitas vezes até melhores do que os anteriores.
E foi precisamente pelo upcycling dos têxteis que eu fiquei embasbacada, especialmente pela “reciclagem” das já famosas e tão tradicionais calças de ganga.
Eles pegam em calças de ganga usadas e estragadas que são consideradas impossíveis de recuperar e que são entregues quer por pessoas individuais, por instituições, empresas ou recolhidas em acções específicas para estes fins  e dão-lhes uma nova vida.
Primeiro as calças de ganga são desconstruídas, ou seja, pegam nelas e descosem-nas todas e de seguida começam a desenhar e fazer novas coisas, tão distintas como: sofás, bolsas, bonecos, quadros, puffs marroquinos (que estão muito na moda agora!), sacos de viagem, almofadas, vestidos lindos e até sapatos. Tudo feito de ganga!
E não se ficam por aqui, reciclam guarda-chuvas estragados em sacos impermeáveis, camisolas de lã velhas em gorros, tecidos vários em casacos, saias, malas, enfim… Coisas que à partida seriam lixo passam a ser verdadeiras obras criativas para vestir e usar.
Só gostava que alguém em Portugal se lembrasse de fazer o mesmo. Acreditem que mesmo com a crise, teriam em mim uma cliente certa!
Fiquem com as fotos que consegui tirar na minha visita por lá.

















Comentários

Mensagens populares deste blogue