Ser solteira aos (quase) 30 é:

#2 - Um homem dizer-te que sempre se sentiu preso e agora não sabe o que fazer com tanta liberdade e tu mentalmente traduzires isso para "Estive casado, divorciei-me e agora não sei como se faz para conhecer mulheres".

Comentários

Duckman disse…
o casamento é tanto prisão como uma profissão e o problema não é nem a "instituição" casamento como (eventualmente) a empresa em que se trabalha. A questão é se escolhemos a profissão certa ou no mínimo, alguma em que nos encaixemos bem. O mesmo com o casamento. O problema não é casar, é com quem nos casamos.
O homem (e mulher) que diga isso, claramente juntou-se com a pessoa errada, por isso mesmo é que se divorciou. AInda que naturalmente, o tipo de vida ocidental coloque, hoje, dificuldades ao prolongamento do casamento ou outros de outras índloes possam surgir.
Sem dúvida que casar não é o mesmo que "simplesmente" namorar, mas o casamento não é uma prisão, nem deve ser. NUnca o vi como tal, nunca vivi nele como tal, aliás, era o que faltava ter de abdicar da minha personalidade na íntegra por outrém. Não deixei de ir beber a minah cerveja, ver o meu filme, ir andar de bike, surfar, etc por outrém, nem mesmo quando fui pai.
o problema não é por isso o casamento, mas a atitude que se tem perante ele,ainda que, repito, possa sem dúvida trazer alguns constrangimentos.

Quanto ao homem ou mulher que te diga isso, fala-lhe no chat do MIRC e em todos os outros que existem pela net, falha-lhe no adulfriendfinder, fala-lhe em ter um carro estiloso, fala-lhe nos blogs, no salão erótico, no correio da manhã, etc.

http://www.youtube.com/watch?v=3afZip4BTRc

Mensagens populares deste blogue

Eu:

Porto (de Abrigo)