Não sei bem qual é o caso.

Na maioria dos casos acho que escrevo para alguém que nunca existiu ou morreu cedo demais.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Auto-punição.

Cabe-nos a nós fazer melhor!

Dear Past Me: