Um poema por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Agora é diferente 
Tenho o teu nome o teu cheiro 
A minha roupa de repente 
ficou com o teu cheiro 

Agora estamos misturados 
No meio de nós já não cabe o amor 
Já não arranjamos 
lugar para o amor 

Já não arranjamos vagar 
para o amor agora 
isto vai devagar 
isto agora demora. 

 Manuel António Pina

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tal como agora.