Dentro em breve.

Este blog vai ter uma cara por detrás da personagem e da fantástica pin-up que por aqui viveu durante estes longos 7 anos. Não será pois à toa que dizem que o 7º aniversário, é o da crise.

Assim sendo, para comemorar tal facto e as minhas bodas de lã bloguísticas decidi que vou oficialmente sair do armário.

Conto mostrar-vos a fronha brevemente. Mi aguardem!

O que eu adoro

Quando recebo e-mails a dizerem-me que me vão colocar na guest list!

Este blog defende o Piropo!

Especialmente se for destes:



E tu, já olhaste para o céu hoje?



Lisboa

Tive uma semana de doidos

Mas que à partida será o começo de muitas coisas boas na minha vida.

No entanto a vontade de escrever sumiu-se e nem sequer lhe tenho sentido a falta...

Surpresa da manhã ou como de vez em quando eu tenho a melhor chefe do Mundo!


Hoje quando cheguei ao trabalho, atrasada porque tenho uma das reuniões mais decisivas da minha carreira logo à tarde, tinha esta maravilhosa caixa de croissants d'O Careca em cima da minha secretária.

Há dias, semanas e espero que meses em que aparentemente o Universo nos trata mesmo bem. Agora só falta que me leve para casa.

Breve introdução ao Conceito: High-tech.

Cozer ovos na Bimby.

O que eu adoro,

Receber e-mails que começam com um: "Olá imprensa!".

Ana A., um retrato:

Aquela que levou o underground a um nível ainda mais baixo.

Fui vítima de uma humilhação pública!

Ontem fui jantar com o Sr. Engenheiro para comemorarmos uma das minhas vitórias profissionais  e eis senão quando no regresso ao carro dou o meu melhor espectáculo e deslizo graciosamente passeio fora até esfolar as mãos, os cotovelos e os joelhos!

Mas concluo que é preciso muito mais do que isto para me humilharem o orgulho.

Eu sei que estou no hotel certo quando coisas destas estão na recepção!



@ Vilnius

Porque viajo e não escrevo.

Quem me conhece por detrás deste blog e acompanha a minha vida no seu dia-a-dia mais ou menos normal, pergunta-me com grande espanto porque não escrevo sobre viagens.
Nunca pensei muito sobre isso. Acho que não escrevo sobre tudo o que vejo ou faço porque para mim viajar deixou de representar a saída da minha zona de conforto e passou a fazer parte da minha rotina, nos últimos 4 anos.

É inevitável que perante quem me acompanha via blog e não me conheça, uma das primeiras e inevitáveis perguntas seja o que faço para viajar tanto. 

Como costuma dizer a minha mãe, tive sorte! Mas lutei também muito por isso. Deixei um emprego de 35h semanais na função pública e a ganhar mais 200€ para vir para o sítio onde trabalho agora. E sim, tive a sorte de viajar como parte do meu trabalho.

Se os outros só vêem as coisas boas de passar a vida a conhecer sítios e apanhar aviões, esquecem-se mais facilmente do que significa estar 1 semana inteira fora de casa e longe de quem gostamos. Do que é acordar às 4h ou 5h da manhã para ir apanhar aviões semanalmente, do que é desejar uma francesinha e não haver nada semelhante para comer na zona, do que é alguém fazer anos e nós estarmos a milhares de kms de distância via skype a cantar os parabéns, do que é andar a correr todas as semanas e fazer horários para ver quem trata da gata nos dias em que eu não estou ou do que é chegar a casa exausta às 23h e não ter nada para comer no frigorífico nem pão fresco no dia seguinte de manhã.

Independente de tudo isso a minha postura não muda. Quero mais e até lá concentrar-me-ei apenas no lado bom da vida. Indubitavelmente, para mim o copo estará sempre meio cheio.

Se não escrevo sobre isso é apenas porque, tendo esta postura perante a vida, todos os acontecimentos que vivencio são extremamente pessoais e marcantes.

Podia facilmente dizer-vos que Praga será sempre a cidade onde sei que sou uma lutadora e consigo superar-me a mim mesma. Que Budapeste fez-me desejar cozinhar grandes jantares para todos aqueles que amo e recebê-los em minha casa sempre de braços abertos (acho que ando a ver o vídeo de segurança da TAP, vezes a mais!). Que Sevilha dá-me vontade de me sentar e ficar apenas a ver passar os outros e ouvir os sons da rua. Que Veneza me apaixona de todas a vezes que lá vou e percebo que podia facilmente viver ali, perder-me de amores ali, ainda que seja cliché. Que a Sicília me faz sentir em casa e onde posso falar um quase português. Que a Suécia tem uma luz quase melhor que Lisboa e que as 24h de luz foram das experiências mais extremas e marcantes pelas quais já passei. Que sempre que vou à Holanda sinto-me literalmente em casa e acabo a ter jantares de portugueses ou com dezenas de pessoas que nunca vi. Que para mim a Polónia terá sempre um silêncio opressivo, como se o nazismo ainda ali morasse (já disse isto antes no blog). Que Lijubljana seria uma das poucas cidades onde me via a morar e Bled é das coisas mais lindas e principescas que já vi.

Teria e terei certamente muito que contar. Perdoem-me os apaixonados de viagens se não o faço, mas para mim as viagens são tempos só meus, onde só o meu mundo existe. 

E pôr experiências que nos mudam em palavras parece-me sempre atentar contra a simplicidade da vida e a complexidade dos momentos que vivo em cada um dos lugares. Além do mais, não sei se tenho em mim a capacidade de descrever tudo o que vivo. A minha vida é tão grande que, para mim, resumi-la em palavras retirar-lhe-ia todo o seu significado.

Eu sou uma pessoa simples!

Tenho de escrever uma nota curricular para enviar para Moçambique e não sei o que pôr lá sem que pareça tudo demasiado pretensioso.

Serviço Público VI - Night Out

Lá porque eu não posso estar presente na noite mais famosa de Lisboa e não seja nem tente sequer ser um blog com aspirações fashionistas, isso não quer dizer que não saiba o que se passa e que não possa dar a minha opinião e importante contributo sobre o assunto.

Por isso, deixo-vos com a noite mais especial do Ano em que tudo se vai passar em todo o lado. E por favor não se esqueçam de comprar o Bloco de Notas FNO! 

Espero que se divirtam por mim!


Sei que não sou uma pessoa simples ou comum

#17 - Quando num jantar de trabalho, as colegas que conheci pela primeira vez me tentam fazer um arranjinho com o filho de 19 anos de uma e o melhor amigo de 50 da outra!

A vida é uma roda e se uns dias estás no fundo, depois disso só podes começar a subir.

Ando assustada comigo mesma e com a forma como a vida me corre.

Na reunião de trabalho aprende-se:

Que há um tempo BG (Before Google) e um tempo AG (After Google).

Rubrica "Quem conhece alguém que esteja em..."

Eu sou uma apaixonada por pessoas. Sou ainda mais apaixonada pela minha vida e quase todos os dias estou conciente da sorte que tenho por poder viver tudo o que vivo.

Sei que não tenho uma vida comum e que a maioria das coisas que me acontecem com tanta naturalidade são acontecimentos quase impossíveis de acontecer à restante humanidade. Percebi facilmente também que não só adoro isto, que muitas vezes o procuro mas também que o aceito de braços abertos como se da coisa mais natural do mundo se tratasse.

Assim, quando um amigo meu desta coisas dos blogs (que descobri mais tarde que vivia em Coimbra onde eu estudei, com o qual falei 6 anos sobre tudo sem o conhecer e que finalmente ao 7º ano de segredos partilhados fomos finalmente tomar um café!) se apercebeu de que eu estava na Lituânia a trabalho disse-me que se eu passasse pela cidade onde por acaso estou em reunião, tinha cá uma amiga de Coimbra aboslutamente fantástica que me podia fazer uma visita à cidade e dar-me a conhecer o outro lado não turístico do que aqui existe.

Claro que eu não me fiz rogada e vamos lá de ver se a miúda tinha disponibilidade para a coisa. Ela respondeu, disse-me que sim e parece que logo à noite vou jantar com uma lituana numa cidade chamada Kaunas (mas que se lê Konas) e descobrir os segredos escondidos cá do sítio. Ela já me avisou para trazer roupa gira porque podemos sempre acabar numa festa gira. 

E eu só penso que isto de ter amigos que estão dispostos a partilhar os seus amigos connosco é das melhores coisas da vida. E uma característica especial que eu muito aprecio.

E tu, já olhaste para o céu hoje?


@ Nos céus da Europa!

Breve introdução ao conceito: Ironia.

Ter duas child haters a organizar um baby shower!

Ana A., um retrato:

Aquela que ao organizar um babyshower se engana na mailing list e acaba a enviar o convite a dezenas de pessoas que nem conhecem a grávida!

Até a milhares de kms de distância

O assunto ao jantar é a minha vida amorosa e os elevados padrões masculinos que eu estabeleço.

Alguém que me explique!

Eu sou pessoa que se pela por uma boa tecnologia, uma nova rede social, uma qualquer coisa nova que surja, tecnologicamente falando (e não só!).

Tenho uma conta no Twitter que nunca uso. O meu Facebook é a minha feira das vaidades. Perco horas a ver fotografias no Pinterest. Sou doida por blogs. Actualizo o Instagram de vez em quando. Continuo a não gostar do Goodreads. O Skype é o meu melhor amigo quando viajo. Acho o Doodle das melhores coisa para conjugar agendas. 
E isto são só alguns exemplos recentes.

Mas fiquei mesmo maravilhada quando percebi que o skype passou a sincronizar os meus contactos do Facebook e agora está lá tudo junto num só chat. Mas a verdade é que até hoje não sabia que tal coisa era possível.

Será que me passou alguma coisa ao lado?

Serviço Público V - Tenham medo!



Começa já amanhã a 7ª Edição do MOTELx no Cinema S. Jorge a partir das 21h30.

Confesso que não sou grande fã de filmes de terror, mas como gostos não se discutem e a minha missão é apenas divulgar os vários programas que se fazem por Lisboa, podem encontrar todas as informações aqui e aqui.

E tenham medo! Muito medo!

O flash arruinou uma foto fantástica, mas fica a intenção!


@ Kaunas

Percebi que sou uma fácil

Quando dei por mim a voltar à Padaria Portuguesa, mesmo sem precisar de nada, só para ver o sorriso lindo daquele empregado a animar-me o dia!

E acabei a trazer pão, bolos e salgados.

Acho que isto me define bem!

Acabo de saber que tenho de mudar os pneus do meu maravilhoso carro pela terceira vez em 3 anos.

Podia ficar aqui a queixar-me da vida, do pouca sorte ou mesmo a pensar no que podia fazer de divertido com o dinheiro gasto em pneus.

Mas prefiro focar-me na sorte de saber que preciso de pneus novos antes de ter um acidente grave e ficar sem carro ou sem vida.

E claro no gajo giro, loiro e alto que se preocupou com a minha integridade física!

Good morning, Lisboa!



2 excelentes motivos para adorar a Padaria Portuguesa!

O facto de ter uns croissants açucarados que lembram os do Careca e estão aqui mais perto de casa.
E o empregado jeitoso que hoje me animou o dia!

Aquele olhar e aquele sorriso são sem dúvida a melhor estratégia de marketing!

Estava a ver que não chegava!



A única parte triste é que eu já li a trilogia há mais de um ano e portanto, já sei como acaba.

A parte boa é que com (quase) 30 anos a minha memória já não é o que era e nos entretantos esqueci inúmeros detalhes.

Diz que

Hoje é o dia do Sexo.

Frases Soltas #55

Só o difícil é grande.

Paula Morais


Serviço Público III - Conta-me uma história...


Na senda do melhor serviço público prestado e hoje com alguma antecedência, deixo-vos os planos para esta noite!

Um grupo de cinco contadores de histórias de origens diferentes e uma noite em que cada um de nós pode fazer parte deste mundo e narrar um conto, uma música, uma poesia, etc durante 5 minutos. 

Encontramo-nos n'A Barraca às 22h?

Bom dia, Mundo!



Serviço Público II - Cinema à borla!


Podem consultar toda a programação aqui

Mas aviso já que hoje é o Django Unchained. E só para que conste, eu odeio Tarantino!

O piropo favorito deste blog!

Acreditas em amor à primeira vista ou tenho que passar por aqui outra vez?

Alguém me ajuda?

Normalmente sei que alguma coisa se passa quando acordo com vontade de beber álcóol. 
Não sou esquisita. Pode ser vinho, bebidas brancas, cocktails, não interessa. O único requisito é que esteja bem frio, de preferência gelado e seja servido num copo com requinte.

A mesma coisa se aplica ao acto de fumar. Quando acordo com vontade de fumar, é mal sinal dado que eu só fumo à noite, depois de jantar, por norma. 

Mas hoje a vontade que me deu é nova. Tive uma súbita vontade de comer torradas de pão alentejano ao almoço!

Se com o álcool sei que é desgosto sentimental, com o tabaco são questões profissionais, o pão quererá dizer o quê?

New Mantra in the house!



Como arruinar um date desde o princípio!

#8 - Receber um telefonema meia hora antes a pedir desculpa mas a desmarcar a coisa.

Ana A., um retrato:

Aquela que é à prova de bala.

Como arruinar um date desde o princípio!

#7 - Ele cancelar o date 2 vezes seguidas.

Como arruinar um date desde o princípio!

#6 - Ele dizer-me que vai de calças verdes.

Como arruinar um date desde o princípio!

#5 - Obrigá-lo a deslocar-se a um local onde eu possa ir a pé para casa.

Como arruinar um date desde o princípio!

#4 - Ser tão querida e fofa que o desgraçado teve mesmo a necessidade de confirmar se isto era um date romântico ou não!

Como arruinar um date desde o princípio!

#3 - Recusar uma proposta para jantar antes da hora suposta.


Como arruinar um date desde o princípio!

#2 - Marcar coisas para as 21h e saber de antemão que não vai haver enrolanços de nenhum tipo.

Se melhorar estraga!


E por causa disto, acabei de receber uma visita da Coca-cola Company Europeia!

Se houver uma campanha com este título, fica aqui prometido que até ponho aqui uma foto do moço! 


Já vos disse que adoro experiências sociológicas?

E pior... Vou escrever sobre ele na Le Cool!

Ser solteira aos (quase) 30 é:

#59 - Perceber que há por aí muitos homens com o coração partido, mesmo que não o mostrem.

And the all world is aware of that!

I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date! I have a date!

Ser solteira aos (quase) 30 é:

#58 - Sentir-me numa loja de brinquedos sempre que vou ao Ikea.


Verbo da Semana:

Cinemar.

Como arruinar um date desde o princípio!

Eu levo a comida, ele leva bebidas com bolhinhas e nem faz ideia ao que vai!

O que me faz mesmo falta

É um homem que me encoste à parede. Literalmente falando.

É nestas alturas que sei que não me posso queixar...

A minha principal tarefa de trabalho hoje tem sido ver vídeos no Youtube.

No Facebook aprende-se:

Que as actividades extra-curriculares são a melhor forma de conhecer pessoas novas.

Lição n.º 53

Às vezes a vida leva-nos uns dos outros. Outras vezes somos nós que decidimos ir embora.

E é isto!

Voltámos às insónias sem motivo aparente!

Ainda antes do ano acabar, estou apostada em:

Ir a Serralves ver a exposição do  Mapplethorpe .  Atravessar o rio de barco. Visitar a Sinagoga do Porto. Preparar uma supresa para a f...