Ana A., um retrato:

Sou alérgica a pêlos mas tenho a gata mais bonita do mundo e já não sabia viver sem ela. Era capaz de me tornar viajante profissional mas nada me sabe tão bem como regressar a casa. Divido a vida entre o Norte onde tenho casa e Lisboa que é o sítio onde trabalho. Sou bimbólica assumida mas deixo sempre a cozinha para as visitas. Poucas coisas me sabem tão bem como estar com os amigos mas o meu ídolo será sempre a minha mãe. 
Sou um emaranhado de contradições que nem sempre fazem sentido. Mas sei que o sentido das coisas será sempre o meu.

Comentários

Mensagens populares deste blogue