Ámen.

Todos os homens da minha vida foram importantes.

Todos. Desde os homens da família, aos romances e aos ex que me magoaram mais do que imaginei ser possível suportar e nem desconfiava ter coração para tanto.

Com todos eles, no meu âmago, fiz sempre as pazes. Porque todos eles me ensinaram coisas preciosas. Sobre o amor, sobre a vida mas principalmente sobre mim mesma.

Que nunca me falte a capacidade de entrega e que o medo de me magoar seja sempre menor do que o prazer da descoberta.

Comentários

Sérgio S disse…
Hum... Estranhamente inspirada a nossa amiga hoje... Quase poética mesmo... Que aconteceu? Caíste da cama abaixo?
Ana A. disse…
Há dias (e pessoas!) que nos trazem novos fôlegos.
A Heterónima disse…
Apesar de já ser esse o título, eu repito: Amén.

Mensagens populares deste blogue