Reflexões (póstumas) de um Equinócio:

Acabo de perceber que são as minhas viagens constantes que me permitem viver sempre fora da caixa, alterar hábitos, mudar rotinas. 

Deve ser por isso que às vezes me queixo. Porque mudar coisas numa vida que é boa, está bem e recomenda-se, é sempre difícil. Porque exige fazer mais e melhor sempre.


E sempre nos ensinaram que em equipa vencedora não se mexe, mas a verdade é que o excelente é inimigo do bom, como sempre me profetizou a minha mãe.

E confesso que 3 meses parada em terra, com viagens só de carro me ajudaram a sentir a necessidade e a falta de momentos só meus, tempos de criação, perspectivas profundas e setas apontadas a um novo ano.

Creio que Outubro vai ser o meu mês do recomeço. A melhor Parte? Se correr mal, também só faltam 3 meses para o final do ano.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tal como agora.