O Deus de Ébano - Uma breve introdução ao conceito!

Tenho recebido alguns comentários, e-mails e conversas sobre o Deus de Ébano com inúmeras perguntas sobre o dito cujo, sugestões de potenciais formas de engate e conselhos amorosos.

Tenho os melhores leitores/amigos do Mundo que se preocupam comigo e apreciam o tom bem-humorado com que falo sobre a minha (in)existência de vida amorosa dos últimos meses. Ou poderia mesmo dizer do último ano!

Assim, achei que um enquadramento era necessário, mais por diversão vossa que minha.

Para que percebam melhor os meus dramas, eu trabalho numa empresa com mais 850 colegas, entre os quais o Deus de Ébano. São 8 edifícios espalhados por vários metros quadrados de área, sendo que o meu fica geograficamente distante do dele e ambos têm garagem, pelo que a probabilidade de nos encontrarmos no estacionamento é inexistente.

Acresce a isso, o facto de eu trabalhar num departamente diametralmente oposto ao dele, sendo que eu trabalho num sector hiper específico onde somos 5 pessoas na equipa e ele é Director de uma das maiores áreas de negócio cá do sítio, que tem cerca de 480 pessoas das 850 que cá trabalham.  A juntar a isto, ele é Director e eu sou uma mera Técnica. Tenho acima de mim uma Coordenadora e uma Directora, 2 míseros patamares de diferença.

Em suma, estamos a falar de coisas distintas. As hipóteses diria eu são practicamente inexistentes. 

Mas como estamos a falar de mim, euzinha, já se sabe que tudo pode acontecer não é? 

Stay tunned!


Comentários

Mensagens populares deste blogue