Eu, Ana, me confesso:

Não sei como se vive sem o sorriso de um filho!

Comentários

Calíope disse…
Eu tinha ficado responsável de te dar um toque quando isto se estivesse a transformar num baby-blog. Este post foi a gota de água.
Ana A. disse…
Calíope,
Por acaso pensei em ti quando escrevi isto!
Pronto, prometo voltar a um registo mais normal nos próximos tempos.
Calíope disse…
Não tens de voltar a nada. Imagino que seja sentido o que escreves e este espaço é teu: Escreves o que te apetecer. Eu é que me lembrei que antes quando estavas com medo de transformar isto em baby-blog que me tinha oferecido para sinalizar quando a coisa se tornasse assim mais ... pronto... coisinha :) (mas gosto de acompanhar na mesma esta tua nova fase).

Mensagens populares deste blogue

Eu:

Porto (de Abrigo)