Na razão proporcional...

O amor até pode não ser para sempre mas a transformação que provoca em nós enquanto pessoas será, senão permanente, pelo menos bastante duradoura.

Comentários

Mensagens populares deste blogue