Pergunto-me muitas vezes...

Será que algum dia vou voltar a ter a inocência e ingenuidade suficientes para voltar a acreditar no amor?!

Comentários

Maestro disse…
É imperativo .
Ana I. Azevedo disse…
Maestro, então explica-me como se faz...
Maestro disse…
Quem me dera saber... eu tenho vindo a descobrir, para mim, que o querer, aliado ao viajar e à fé numa força universal maior, transformam a realidade. Se quiseres mesmo voltar a amar, começa por realizar o que já amaste, o que amas e o porquê de o fazeres. Assim que materializares esses pensamentos em palavras e frases, podes começar ou voltar a vivê-las. Claro que a níveis diferentes. Tu só acreditaste no amor, porque o imaginavas de antemão. Continua a imaginar, a acreditar, até que a realidade se transforme na tua vida imaginada. Nunca desistas da tua fantasia. É ela que forma a tua realidade, e não o contrário.
Ana I. Azevedo disse…
Maestro,
Fazes-me uma imagem bonita com isto que escreveste para eu imprimir e por na porta do frigorífico?
:)