Trabalhar com vontade!

Se ainda fosse mulher de jogo, apostaria que o colega que me galou descardamente logo às 8h da manhã ganhou o dia de trabalho.

Depois lá percebeu o descaramento e cumprimentou-me, mesmo sem me conhecer, para disfarçar a coisa. Mas o sorriso com que seguiu o caminho foi impossível de disfaçar. Assim como a minha gargalhada no final da situação.

Comentários

Mensagens populares deste blogue