Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2017

O melhor sinal.

É quando me rio das conversas que tenho comigo mesma!

Declaração de Amor - Take XXXIX

Tu és o meu amuleto.

Ao meu Lado B.

Obrigada pelo nosso filho lindo.

São João da Caparica:

A praia das memórias felizes.

Banana Yoshimoto

A mulher que vive do outro lado do meu espelho!

Verbo para (o que resta de) 2017:

Amar. Apaixonar. Dar. Perdoar. Recontar. Efabular. Acreditar. Viajar. Navegar. Abraçar. Beijar. Mergulhar. Desvendar. Viver. Aprender. Agradecer. Ceder. Adormecer. Correr. Merecer. Vencer. Ocorrer. Debater. Receber. Socorrer. Escolher. Permanecer. Compreender. Ser. Agir. Fundir. Despir. Descobrir. Curtir. Abrir. Admitir. Fruir. Garantir. Imprimir. Inquirir. Intuir. Interagir. Decidir. Assumir. Repor. Expor. Dispor. Propor. Recompor.

Lisboa:

A cidade onde definitivamente recebo mais abraços.

Verbo da Semana:

Bombeirur.

Breve introdução ao Conceito: Refúgio

Teres a chave de uma casa em Lisboa onde numa gaveta da cozinha há um frasco do teu café favorito.

2017:

O ano da Travessia.

No restaurante aprende-se:

Que a fome geralmente é resultado da falta de medicação.

Declaração de Amor - Take XXXVIII

Eu quero encontrar-me de amor contigo.

Ninguém me preparou para isto!

Quando o teu filho de 17 meses acha piada e quer mexer nas tuas mamas!

Man, you got me feeling alive

Imagem

Breve introdução ao Conceito: Infâmia

Sair a suar em bica da passadeira do ginásio e ela brindar-me com a frase: Volta Calma!

Às vezes:

Desconfio que a única forma de não nos magoarmos uns aos outros e não nos deixarmos magoar é vivermos numa gruta isolados de tudo o resto. 

No bar aprende-se:

Que a minha perdição não são barbas, nem ombros largos, mas sim homens complicados.

Não sei lidar...

O que me custa não é viver com a mágoa do que não fomos, mas sim conviver com a dúvida do que podíamos ter sido.

We don’t have forever

Imagem

A sensação deve ser a mesma!

Aquele momento em que consegues abrir o cadeado do cacifo só como uma mão, qual gajo a desapertar um soutien com apenas cinco dedos livres!

Verbo da Semana:

Caravanor.

I remember when I first noticed that you liked me back

Imagem

Um verdadeiro clássico grego!

Se o Amor é uma peça de arte, o meu filho é uma obra-prima.

E muitas fotografias bonitas que ficaram.

Terás provavelmente sido dos piores namorados da minha vida e foste sem grandes dúvidas o que mais me magoou.
Mas quando paravas os teus dias para me fotografares, quando me pedias que me inclinasse, que namorasse a luz ou que me deixasse levar no click, eu sabia que naqueles gestos havia amor.

Frases Soltas #72

São homens como o pai do teu filho que transformam as mulheres em super mães.
André Santos

I never return to love somebody

Imagem

Declaração de Amor - Take XXXVII

Eu sou o teu rio e tu és o meu mar.

Das minhas verdades:

A felicidade é provavelmente o estado mais impermanente que conheço.

CV Sentimental:

Nesta coisa do currículo amoroso, e ao contrário do CV profissional, várias relações não funcionam como valorização da experiência passada mas antes como reconhecimento inequívoco das falhas e erros passados.  Por isso aqui, experiência na óptica do utilizador é sinónimo de medo do compromisso e outras actividades de voluntariado significa apenas que só um lado estava disponível para uma relação.  No fundo, no fundo, e tal como no mercado de trabalho, andamos à procura da entidade patronal certa que nos valorize como nós achamos que merecemos e nos recompense sempre que fizermos um trabalho bem feito.  O problema é que nem sempre temos as competências exactas à função e tal como num emprego somos maus a ouvir críticas e humanamente avessos à mudança. 
Isto do amor parece ser um emprego a tempo inteiro...

4 de Agosto é hoje:

E eu nunca pensei que fosse tão difícil como está a ser...

Lua de Mel:

É sinónimo de São Tomé e Príncipe.

MMXXIII

O ano de virar tudo do avesso!

Declaração de Amor - Take XXXVI

Tu não fazias parte dos meus planos.

Vida de Mãe Solteira #5

Quando estava no meio do meu processo de mudança, de Lisboa para o Porto, lembro-me de ter falado com a educadora do infantário do meu filho e ela me ter dito que aquilo que eu me preparava para fazer era uma longa e dura travessia do Deserto. E recomendou-me que sempre que possível parasse em todos os oásis para descansar, ganhar forças para a caminhada e lembrar-me das coisas boas.

Nunca lhe conseguirei agradecer a sabedoria de tão precioso conselho.

O futuro escreve-se sempre no passado...

Nós podemos não ter feito parte dos planos um do outro, mas há coisas que acontecem só porque o Universo assim o destina.