Dear Past Me:

Congratula-te porque há um ano atrás conseguiste tomar uma decisão que mudou a tua vida para melhor. Abraça-te porque foste capaz de fazer o impensável para a maioria das pessoas na mesma situação que tu, é sempre mais fácil ser cobarde do que ir à luta. Mima-te porque a doçura que deres a ti própria irá ser alimento para a ternura que terás com o teu filho. Celebra todo o caminho que foste capaz de percorrer num único ano apenas e premeia-te com alguma coisa de bom apenas e só para ti mesma, sem a necessidade de a partilhares seja com quem for. Acredita que no fim do caminho haverá um oásis onde repousar. Continua a alimentar os sonhos, as esperanças e a fé que te sempre te caracterizou. Volta a ensinar alguém a dar abraços e mantém nesse ritual com todos os que puderes. Investe na construção da tua nova família a Norte e sacrifica-te por aquilo em que acreditas, a generosidade sem dádiva é apenas egoísmo disfarçado. Não acredites no fora da caixa, em vez disso desenha tu a tua própria caixa e coloca lá dentro tudo o que te for importante. Foca-te em restaurar o teu equilíbrio e mantém as boas características que sempre te caracterizaram. Não permitas que te culpem pelo que correu mal, se não deu certo é porque não tinha de ser, não foi porque tu não merecesses ou não tenhas dado o melhor de ti que te foi possível dar. Permite-te receber e não te feches só com medo de que te magoem, afinal de contas só quando te mostras é que os outros te podem ver e decidir ficar ou ir embora.  Redefine as tuas prioridades e prioriza os teus valores, eles não têm de ser imutáveis mas têm de fazer sentido e estarem alinhados com o que és e o que queres ser. Alinha-te com o fluxo da vida e deixa fluir apenas, tudo acabará por encaixar no sítio como as peças dos puzzles que adoravas construir. Permite-te sentir e ser, tudo o resto acabará por fazer sentido no seu devido tempo.

Comentários

Mensagens populares deste blogue