Favoritos do Mês:

Março: Mês Enamorado




Imagem favorita: O amanhecer no farol

Livro favorito: O Erro de Descartes

Música favorita: Love & Hate

Série/filme favorito: Olhares, Lugares 

Aprendizagem favorita: Todo o amor é sempre um ato de fé.

Mantra favorito: Dá uma oportunidade à oportunidade.

Objecto favorito: Pin Wonder Woman 

Peça de roupa favorita: Camisola preta com gatos

Compra favorita: Batom cor-de-rosa

Comida favorita: Sumo de laranja

Momento favorito: A música que ouvimos os 4 em silêncio, deitados no sofá.

Lugar Favorito: Gulden Draak Bierhuis

Pessoa favorita: Diogo

Definição Alimentar:

Ovos moles de Aveiro são ternura em forma de comida!

O problema dos loucos é saberem que sobrevivem!

E um dia, sem que dês especificamente por isso e sem absolutamente nada que o faça prever, dás por ti naquele instante em que quase ironicamente agradeces tudo o que te aconteceu nos últimos 2 anos e esteve a escassos passos de destruir a vida tal como a conheceste.

Porque foi precisamente essa avalanche de sentimentos e situações difíceis que te permitiram perceber de que matéria és feita, em que ferro foste forjada e o quão deliciosamente bela e indestrutível és. 

E ainda tens uma puta de uma sorte de teres as pessoas que tens à tua volta, de te cruzares sempre com seres humanos absolutamente fantásticos, de estares sempre atenta aos sinais, de não ignorares a tua intuição, de te respeitares mesmo quando parece que te desrespeitas. De viveres por e para ti!

Magia Caseira:

Estar na cozinha a tomar o pequeno-almoço enquanto oiço os risos do meu filho e da avó no quarto.

As minhas insónias...

Estou acordada há um bom par de horas e com a idade que tenho já sei que isso é sinónimo de me estar a apaixonar por quem acaba de me entrar na vida.

Desgracei-me!

Comecei a ver La Casa de Papel.

A minha lei:

Qb é a melhor medida do equilíbrio

Conclusão do fim-de-semana:

Tenho andado muito epifânica nestes dias!

Celebremos!

Aquele momento em que estás sentada num sítio considerado trendy na Invicta, enquanto trabalhas numa das muitas ideias loucas, que te propuseram e à qual disseste que sim, e bebes um copo de sangria enquanto apanhas sol na tromba e sorris, não pela vida mas sim, pela serenidade que conseguiste recuperar.

Bendito Bilhete!

Aquele momento em que compras um bilhete para o concerto do teu artista favorito e te sentes a maior do Mundo, mesmo que vás sozinha!

Mais um título!

Ana A., especialista em surubas emocionais.

Verbo da Semana:

Universer.

No Dia da Mulher:

Os homens nem fazem ideia do que implica ter/ser um amor tão grande que nos faz entregar o conforto de saber quem somos pelo risco de nunca mais sabermos quem vamos ser.

Para usar e abusar!

Hoje em dia toda a gente está por dentro e ninguém faz a mínima ideia.

Volkmar Sigusch

Piada nada privada!

Passatempo para horas mortas: Kinbaku!

No mapa:

África do Sul.

Irmã Gémea!

Se eu nascesse brasileira teria sido a irmã gémea da Júlia Tolezano.

Master D.

Tenho a sensação de que vieste para ficar na minha vida.

Ser íntegra.

Viver de acordo com aquilo em que eu acredito.

Amuleto:

Guardas a chave de minha casa como se ela te desse acesso ao meu coração.

Bodas de Prata!

Se tenho uma amiga capaz de me aturar há 25 anos é bem capaz de ainda haver alguma esperança de que haja por aí no Mundo um Homem capaz do mesmo!

Para mais tarde recordar!


Lição nº 85

A espontaneidade é um catalisador da felicidade.

Ana A., a dona de casa!

Aquele momento em que me congratulo por ter estendido a roupa mesmo num dia meio chuvoso porque afinal de contas esteve sol até agora!

Dear Ana:

Persegue os teus sonhos e continua a acreditar que as coisas chegam sempre na hora certa. Liberta-te de carregar os fardos que não são teus por mais potencial que vejas nos outros. Lembra-te que cada um é livre de seguir o seu caminho. Continua a estabelecer objectivos que te desafiem a ir cada vez mais longe e ser cada vez melhor, mas não te desgastes nos processos. Medita pelo menos 5 minutos por dia. Pinta cadernos com os mesmos lápis com que o teu filho pinta o sofá, os tapetes e não tarda pintará as paredes também. Come mais fruta todos os dias. Continua a comer a sopa sempre antes das refeições. Aprecia mais o silêncio e os processos de introspecção que o acompanham. Viaja para sítios novos todos os anos, mesmo que te esperem uns quantos daqui a pouco tempo. Preserva os amigos que tens e aumenta o círculo sempre que possível. Continua a ler tudo o que consigas, mas foca-te nas prioridades primeiro. Escreve sempre e mais todas as vezes, sabes que isso é parte do processo. Salga as tuas feridas de preferência no mar. Mantém o desafio de nadares cada vez mais piscinas. Corre mais por prazer do que por obrigação. Cultiva a fé e não deixes de acreditar no ser humano por mais mal que te tenham feito. Abraça por cada vez mais tempo aqueles que habitam o teu coração. Agradece mais frequentemente mesmo que não entendas o sentido do que acontece. Lembra-te que não há fracassos, há aprendizagens e sem elas serias sempre a mesma pessoa aborrecida. Celebra os aniversários dos que te são importantes. Não te martirizes porque não estás a ser capaz de chegar onde querias, em vez disso disfruta da paisagem por onde andas. Invade todas as portas por onde te apeteça entrar. Recicla as crenças que já não te servem mais. Ganha coragem e deita fora aquelas com as quais já não te identificas. Honra os teus mortos. Mima-te sempre que te apetecer. E mima os outros como gostavas de ser mimada. Sorri a todos os estranhos que se cruzarem contigo no caminho. Persegue os teus objectivos. Sonha sempre com coisas boas. Ama como se esta fosse a última vez.

De olhos na meta!

Há que me lembrar que isto é uma maratona e não um corta-mato!

Mas ainda não é hoje!

Um dia hei-de aprender a dizer não a ideias mesmo fixes!

O Porto multicultural!

Uma aula de História com um Judeu , um café com um Persa e uma ida ao cinema com um Angolano!