O problema dos loucos é saberem que sobrevivem!

E um dia, sem que dês especificamente por isso e sem absolutamente nada que o faça prever, dás por ti naquele instante em que quase ironicamente agradeces tudo o que te aconteceu nos últimos 2 anos e esteve a escassos passos de destruir a vida tal como a conheceste.

Porque foi precisamente essa avalanche de sentimentos e situações difíceis que te permitiram perceber de que matéria és feita, em que ferro foste forjada e o quão deliciosamente bela e indestrutível és. 

E ainda tens uma puta de uma sorte de teres as pessoas que tens à tua volta, de te cruzares sempre com seres humanos absolutamente fantásticos, de estares sempre atenta aos sinais, de não ignorares a tua intuição, de te respeitares mesmo quando parece que te desrespeitas. De viveres por e para ti!

Comentários

"não" faz sentido

Mensagens populares deste blogue