Para compor o ramalhete!

Inscrevi-me numa Unidade Curricular de Economia Circular e noutra de Culturas na Produção de Conhecimento em Ciência. 

Favoritos do Mês

Julho: Mês Novo





Música favorita: Whatever You Want

Série/filme favoritoOceans 8

Aprendizagem favorita: Discordar em silêncio é desleal.

Mantra favorito: O mistério é a nascente da magia.

Objecto favorito: Anel preto

Peça de roupa favorita: Camisola rosa de BD

Compra favorita: Saia preta

Comida favorita: Robalo grelhado

Momento favorito: Concerto do Lenny Kravitz

Lugar Favorito: Cacela Velha

Pessoa favorita: Anabela

Maior loucura de sempre!

Acabo de me inscrever numa Unidade de Curricular de Desporto e Alimentação Saudável na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto!
A maior motivação para ir às aulas vai ser ver machos tonificados todas as semanas.

Se não única, de certeza rara...

Lembro-me como se fosse hoje da primeira vez que levei o meu filho à praia. Essa é capaz de ser a única memória feliz desse Verão de 2016.

De mim:

Quando tenho vontade de ficar no casulo é sinal que estou em transformação.

Frase da Semana:

Tenho de ir às agulhas!

À Ana de 10 anos atrás:

Vais chorar tanto na vida quem nem fazes ideia. Vais sofrer como se te tivessem arrancado o coração à dentada. Vais sentir que não consegues respirar porque o ar não chega lá abaixo. E vais sentir isto por muitos anos. Vais sentir que não tens mais lágrimas para derramar sobre um assunto, até ao dia em que ouvires uma música conhecida, sentires um cheiro familiar ou vires um cena repetida. E aí vais perceber que ainda há muita mágoa para curar. Vais desejar trocar tudo o que tens pela pessoa que eras antes de teres sido tão magoada.
Vais apaixonar-te perdidademente e multiplicar esse Amor num filho lindo. Vais cair 7 vezes e levantares-te 8. Vais voltar a sentir a Paixão e vais finalmente descobrir o que é o Amor. Vais ter de perceber de que matéria és feita e se preferes o conforto de ti mesma ou o desafio de um Outro igual. Vais sentir que não tens opções e vais aprender que a tua vida acaba no momento em que te renderes a essa mentira. Tu vais poder sempre escolher, mesmo que não gostes de nenhuma das opções que a vida te apresenta.
Vais conhecer muitos mais países e cidades do que aquelas que pudeste um dia imaginar. Vais descobrir o teu jeito inato para fazer amigos em estranhos que por algum motivo vibram na mesma frequência que tu. E vais ter amigos espalhados por todos os continentes. Vais inclusivé ponderar viver do país e perceber que as tuas raízes estão cá e precisas delas para continuares a ser forte. Vais aprender a ouvir-te na frequência certa e vais reconhecer quando começares a vibrar numa frequência diferente.
Vais perceber que és muito boa a gerir pessoas e que és capaz de inspirar muitos que se cruzam contigo. Vão dizer-te que és um exemplo para muitos deles. Vais ser exímia naquilo que fazes, até ao dia em que isso ponha em causa o trabalho de alguém e passe a ser um defeito em vez de uma qualidade. Nessa altura vais-te pôr em causa, porque apesar de tudo o que possam dizer, és humilde o suficente para isso e vais ter de acreditar com todas as tuas forças que tens valor. 
Vais precisar de ganhar toda a coragem do mundo e despedires-te da função que mais gozo te deu exercer. E vais perceber que todas as apostas compensam sempre e quanto mais alto o investimento, maior o retorno. Ainda assim, vais voltar a ter medo de arriscar sempre que quiseres muito uma coisa e quando algo for o certo para ti. Esse vai aliás ser o sinal de que precisas para fazeres a tua aposta.
Vais viver os 30 anos como se ainda tivesses 20. E vais perceber que mesmo cansada e exausta, ainda há uma centelha em ti que vibra exactamente da mesma maneira que há 10 ou 20 anos atrás. Vais ser muito mais segura de ti e vais conhecer-te como absolutamente ninguém te conhece. Mas vais deixar muitas pessoas que acabarão por conhecer pequenas porções de ti.
Vais viver tão intensamente tudo, que vais sentir que vivestes 2 vidas apenas nesta. Vais ter dias em que vais sentir que viveste 2 anos em menos de 24h. Vais viver os extremos de um estado num par de horas apenas e vais sair sempre de cabeça levantada. 
Porque tu és capaz. Tu tens valor. Tu mereces! Agora e daqui a 10 ou 20 anos também.

De outro passado...

Se discordarmos do futuro acabaremos fixos no mesmo ponto.

Verbo Português:

Morro de saudades de almoçar contigo na Afurada e ver o rio reflectido nos teus olhos enquanto me perco nas possibilidades do que poderíamos vir a ser...

Going intercultural!

Dois cafés marcados: um com um japonês e outro com um egipcío! Vamos lá ver o que sai daqui...

Filho de peixe sabe nadar!

O meu filho tem a mania que é estrela porque agora quando se despede de alguém diz: Adeus! Obrigado a todos.

Testado e Aprovado:

A contemplação é uma das curas para a alma.

Preciso de Terra.

Para mim é impensável viver numa casa onde não haja uma varanda, um terraço, um pátio ou um quintal.

Do Porto:

Aquele momento em que vais conhecer uma livraria nova e dás de caras com o Pedro Abrunhosa e os seus óculos escuros.

Das coincidências...

E de repente o fogo extingue-se no exacto momento em percebes que acabas de socorrer Israel.

Descoberta da Semana:

É possível ser-se demasiado assertiva!

Das aprendizagens físicas e mentais:

Primeiro ganhar força para depois consolidar a resistência.

Balanço Positivo

+2 semanas [sem estarmos juntos]
+1 semana [sem nos vermos]
+4 dias [sem falarmos]

Na esplanada aprende-se:

Que há boas e várias swingadas gastronómicas!

E é isto

Há pessoas que têm com o amor a mesma relação que eu tenho com o euromilhões. Queixam-se que não lhes sai, que só acontece aos outros, que gostavam tanto, que vinha mesmo a calhar, que não encontram, que lhes fazia tanta falta, que não têm sorte, mas no fim, vai-se a ver, nem sequer jogam!


Postura Corporal:

Todo o meu corpo mostra que eu sou um animal ferido a quem fizeram tanto mal que agora se curva para se proteger das eventuais pauladas que ainda possa receber.

Voltar onde fomos felizes...

Às vezes precisamos de voltar a esses lugares para re-aprender as lições importantes.

Mea Culpa:

Tenho andado a fugir de mim mesma, com medo de encarar as minhas próprias vulnerabilidades e não saber o que fazer com elas. Não sei ser a cuidadora de mim mesma e ninguém me ensinou a ser a minha própria mãe.

Mito do Herói...

Nas minhas histórias os heróis podem nem sempre usar capas, mas usam farda de certeza!

Breve Constatação:

A minha relação com o meu calçado dura mais que as minhas relações com homens!

Sobre ciclos:

Hoje encerra-se mais um.

Trilogia Perfeita:

Eu, a minha intuição e a minha fé.

Ano Zero:

No dia em que fiz 33 anos nenhuma de todas as pessoas que se cruzaram comigo naquele dia sabia deste facto. Não o soube o senhor que me vendeu o bilhete de autocarro para Jerusalém, não o soube nenhum dos peregrinos que partilharam comigo o tempo e o espaço no muro das lamentações, não o soube o judeu que me alertou de estar no caminho errado, não o soube as dezenas de muçulmanos que atravessaram a cidade no sentido inverso ao meu, não o soube o padre católico que me benzeu na Igreja do Sagrado Sepulcro, nem tampouco o soube o empregado do restaurante onde jantei que tentou flirtar comigo.

Talvez não tenha sido o meu 33.º aniversário mas sim o ano zero da minha vida.

Verbo da Semana:

Mulherur.

Mudança de Paradigma:

Eu costumava dizer que procurava o Jakcpot do Euromilhões masculino para fazer a minha aposta, mas depois percebi que na verdade o Jackpot sou eu e que eu procuro mesmo é um jogador disponível para fazer All in e reclamar o prémio!

Ainda antes do ano acabar, estou apostada em:

Ir a Serralves ver a exposição do  Mapplethorpe .  Atravessar o rio de barco. Visitar a Sinagoga do Porto. Preparar uma supresa para a f...